Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Perdas e ganhos das mudanças...

Cada vez me convenço (e aprendo) mais que ligada a uma mudança há sempre "perdas e ganhos"... o que pode ser bom ou mau, conforme o ponto de vista!
Mudei de país, perdi as minhas rotinas portuguesas, perdi o acesso as maravilhosas comidas portuguesa!!!!!!!!! Temos a melhor comida do mundo é o que vos digo!!! Nem um belo bife de vaca, os melhores que comi na vida aqui na Argentina, me fazem mudar de opinião!!;) Perdi o contacto diário (ao vivo e a cores) com a família, ganhei a sabedoria de saber quem realmente está connosco e quem nos acompanha nesta vida, seja a que distância for... simplesmente está lá de verdade e sabemos quem está! Ganhei a sabedoria de saber de verdade o que é a importância da nossa família, de sangue e de coração. Aprendi a sentir saudades de verdade, aquelas saudades que nos dão vontade de  mandar o tapete ao chão e fazer uma birra como se tivesse a idade da minha filha de 3 anos! Perdi aquele acto de agarrar no telemóvel e enviar uma mensagem a perguntar "tomamos café hoje, ou vamos às compras sem comprar nada?" :) Mas ganhei a garra e a determinação de fazer novas amizades, de transportar a minha maneira de ser comunicativa para um país diferente, com um idioma diferente, que eu conhecia apenas de ouvido! ;) lol Aprendi que não há barreiras linguisticas, se realmente quisermos travar amizades e conhecer pessoas novas! Aprendi (ou fui forçada) a perder alguma vergonha e atirar-me de cabeça! Perdi aquele sentimento natural "se queres ser meu amigo fala comigo", e ganhei a persistência de "me fazer ver" de mostrar como sou, para que aí sim, se quiserem sermos amigos... porque quando estamos no nosso país tantas são as pessoas perto, que confesso que não damos tanto valor à "vitória" de fazer uma nova amizade... Perdi o meu trabalho (por opção atenção!) para entrar nesta aventura com marido e filha, ganhei uma visão de trabalho diferente, que me permite conhecer muito melhor as pessoas que sigo, da forma que muitas vezes em gabinete na corrida contra a próxima marcação, não nos deixa. E conheci assim a forma que mais gosto de trabalhar... Aprendi o que é viver num pais com novas culturas e hábitos, o choque que representa o não estar na Europa! Perdi de verdade, o sentimento que nós portugueses quase todos temos "que o que é de fora é que é bom!" Aprendi a gostar de Portugal de verdade, de paixão, a sentir cada vez mais orgulho no nosso cantinho pequenino, mas tão rico, à beira mar plantado! Mesmo com a realidade que passa o pais neste momento... Aprendi o que é ter sangue lusitano, perdi a capacidade de aceitar qualquer coisa que seja negativa sobre Portugal! ;) Aprendi a emocionar-me e arrepiar-me de sentimento, com o som de um fado... Aprendi o sabor maravilhoso que é caminhar por Buenos Aires e de repente ouvir falar "português  de Portugal", aprendi também o que representa esta expressão "português de Portugal"! :)
Perdi a necessidade obrigatória de ter um carro para me mexer! Aprendi a caminhar a pé, aprendi que todas as distâncias longas afinal são já ali! ;)
Aprendi a mudar de casa de uma forma mais fácil, perdi manias de transportar certos objectos atrás... lol Mudei de casa recentemente e perdi a lista dos livros que tinha para colocar aqui no Cemitério, que fiz no Natal de 2013!!! :S Assim aviso que os livros que estavam em standby para entrar aqui, continuam neste modo até próxima ida a Portugal!! :S lol Perdi a possibilidade de viajar por corredores como os da Fnac e me perder a ver e espreitar os livros, mas aprendi a viajar pelas livrarias (lindaaaas!!) argentinas, ao ponto de  começar a adquirir livros em espanhol... ;)
Aprendi a "aceitar" a realidade de ter uma filha que entende a sua língua materna, mas que se expressa em castelhano!! :P lol
Aprendi a sentir saudades de ti Portugal, mesmo sabendo que estou melhor aqui neste momento!


Aprendi a perder acontecimentos de Portugal, como o que hoje inicia e que me custa horrores perder!!!!!!!! Feira do Livro de Lisboa!!! Se alguém quiser fazer como no ano passado, pode sempre enviar-me fotos da Feira do Livro de Lisboa!! ;) Boa?

...

No fundo aprendi que as perdas muitas vezes são ganhos, ambos necessários! :)
E estes foram simples exemplos que me lembrei sem pensar muito, na realidade de quem vive fora do seu pais de origem! :) Existem muitas mais! :)

Boas leituras! :)

terça-feira, 27 de maio de 2014

Livro Nº 53: Amada Vida - Alice Munro


Sinopse...

"Uma poeta, na sua primeira festa literária em território inóspito, é resgatada por um colunista de jornal, acabando por partir numa incursão pelo continente que a leva a um inesperado encontro. Um jovem soldado, ao regressar da Segunda Guerra Mundial para os braços da sua noiva, sai na estação de comboio anterior à sua, encontrando numa quinta uma mulher com quem começa nova vida. Uma jovem mantém um caso com um advogado casado, contratado pelo seu pai para gerir os seus bens. Quando é descoberta, encontra uma forma surpreendente de lidar com a chantagista. Uma rapariga que sofre de insónias imagina, noite após noite, que assassina a irmã mais nova. Uma mãe resgata a sua filha no exacto momento em que uma mulher tresloucada invade o seu quintal. «Quem é capaz de dizer a um poeta a coisa perfeita acerca da sua poesia? E sem uma palavra a mais ou a menos, apenas o suficiente.»Alice Munro, «Dolly», in "Amada Vida" "

Frases retiradas do livro...

Curiosamente da leitura desta livro só retirei a última frase, a frase com que o livro termina!

"Dizemos que certas coisas não têm perdão - ou que nunca nos perdoaremos a nós próprios. Mas perdoamos - fazemo-lo a todo o momento."

A minha opinião...

É sempre difícil dar a opinião de um livro com várias histórias, pois histórias curtas dão sempre a sensação de que ficou muito para contar, para explorar... :P Cada vez percebo mais que não sou grande fã de livros de muitas histórias, mas todas elas curtas! :P 
Mas a referir que gostei muito da escrita desta escritora, Prémio Nobel da Literatura 2013.
Acredito que irei ler outro livro dela, embora a escolha desta vez recai certamente num livro de uma história só! ;)

Que "vergonha" quando penso que levei precisamente 3 meses a ler este livro... :( Oh velhos tempos voltem por favor!!!! :( 

Desse lado alguém já leu este livro? :)
Boas leituras! :)