Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Relatividades...

Tão depressa me assusta a relatividade da vida, de tudo poder mudar para melhor de um minuto para o outro, como o poder mudar para pior... Ontem à noite, quando arrumava a cozinha comecei a ouvir sirenes de bombeiros, ambulâncias e policia. A referir que aqui em Buenos Aires, com certeza não existe qualquer tipo de lei quanto à poluição sonora, pois as sirenes são mesmo, mas mesmo altas, ao ponto de ao inicio achar que uma grande catástrofe estava a acontecer... Hoje já não penso assim, razão pela qual só me dirigi à varanda passado um bom tempo, primeiro por ter sempre e desde sempre aquele pensamento parvo de quando passa uma ambulância ou carro de bombeiros "se o som ficar cada vez mais longe é porque não é aqui ao pé" (pensamento parvo eu sei e avisei!! lol), porque ou eram várias sirenes que estavam a passar para um grande acidente ou era de facto algo perto... e era... Um incêndio num prédio da nossa rua!! :S 
(Imagem retirada do google imagens)

Odeio fogo em que sentido for... A rua estava cortada e via fumo a sair por uma janela... É sempre algo que me faz arrepiar até a alma!! :( Não durou muito tempo a conseguirem apagar o fogo, mas acredito que para quem mora no prédio tenham sido minutos transformados em horas!! Passou e dei por mim a pensar claro, na relatividade da vida, em como podemos tentar seguir a nossa vida de forma equilibrada, medir os riscos, os prós e os contras e por um erro / acidente de uma outra pessoa, ou até nosso, a nossa vida mudar ou até em alguns casos terminar... Não faço ideia do que aconteceu, hoje quando sai de casa tive de passar por lá e vi que pelo menos a cozinha e o que me parece ser a sala estavam todas queimadas, felizmente nos outros andares não se via "estragos visíveis", mas fico sempre com o pensamento "e se tivesse sido no nosso prédio?", ou e se tivesse sido em nossa casa... por acaso até já passámos pela experiência de ser no nosso prédio, quando estávamos em Portugal... acidente provocado por uma adolescente que foi fritar batatas fritas... felizmente os danos foram apenas na cozinha em questão e materiais.. mas lembro-me de naquele momento ter pensado "o que é que tenho de levar caso seja algo mais sério", pois no momento, só me cheirava a queimado e quando fui á janela via fumo a sair!! Lembro-me de ter levado a mala, só consegui pensar em carteira, dinheiro, documentos.... Só mais tarde de regresso a casa e em segurança, pensei nas coisas de valor sentimental... e pensamos que de facto são "parvas", mas ao mesmo tempo só de pensar em não as voltar a ver... E nessa fase da vida não existia a M.... Só espero nunca na vida ter de passar por algo assim com consequências realmente sérias... São estes os momentos que sentimos como a vida é tão relativa, às vezes assustadora e às vezes maravilhosa... Mas no fundo é isto estar vivo, não?

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Livros Nº49 e 50: O Homem de Constantinopla e Um Milionário em Lisboa - José Rodrigues dos Santos

Livro enviado pela São :) Acrescento que estes devem ser com toda a certeza, os livros sensação do momento!:) Já que está nos tops das livrarias portuguesas há imenso tempo! Eu da minha parte, como aqui já referi, recebi no último Natal / Aniversário Um Milionário em Lisboa, e cada vez mais estou mortinha por comprar o primeiro para depois devorar o outro, pois até agora todas a criticas têm sido muito boas e já estou com saudades de ler um livro do JRS! :) Mas deixo-vos agora as palavras da São, uma grande fã do JRS! :)



Sinopse...

O Homem de Constantinopla


O Império Otomano desmorona-se e a minoria arménia é perseguida. Apanhada na voragem dos acontecimentos, a família Sarkisian refugia-se em Constantinopla. Apesar da tragédia que o rodeia, o pequeno Kaloust deixa-se encantar pela grande capital imperial e é ao atravessar o Bósforo que pela primeira vez formula a pergunta que havia de o perseguir a vida inteira: “O que é a beleza?” Cruzou-se com a mesma interrogação no rosto níveo da tímida Nunuphar, nos traços coloridos e vigorosos das telas de Rembrandt e na arquitectura complexa do traiçoeiro mundo dos negócios, arrastando-o para uma busca que fez dele o maior coleccionador de arte do seu tempo. Mas Kaloust foi mais longe do que isso: Tornou-se o homem mais rico do planeta.   Inspirado em factos reais, O Homem de Constantinopla reproduz a extraordinária vida do misterioso arménio que mudou o mundo – e consagra definitivamente José Rodrigues dos Santos como autor maior das letras portuguesas e um dos grandes escritores contemporâneos. “Um estilo de escrita prodigiosamente poético e melódico que enfeitiça o leitor.”Literaturzirkel Belletristik, Alemanha

Um Milionário em Lisboa

Baseado em acontecimentos verídicos, Um Milionário em Lisboa conclui a espantosa história iniciada em O Homem de Constantinopla e transporta-nos no percurso da vida do arménio que mudou o mundo - confirmando José Rodrigues dos Santos como um dos maiores narradores da literatura contemporânea. Kaloust Sarkisian completa a arquitectura do negócio mundial do petróleo e torna-se o homem mais rico do século. Dividido entre Paris e Londres, cidades em cujas suítes dos hotéis Ritz mantém em permanência uma beldade núbil, dedica-se à arte e torna-se o maior coleccionador do seu tempo. Mas o destino interveio. O horror da matança dos Arménios na Primeira Guerra Mundial e a hecatombe da Segunda Guerra Mundial levam o milionário arménio a procurar um novo sítio para viver. Após semanas a agonizar sobre a escolha que teria de fazer, é o filho quem lhe apresenta a solução: Lisboa. O homem mais rico do planeta decide viver no bucólico Portugal. O país agita-se, Salazar questiona-se, o mundo do petróleo espanta-se. E a polícia portuguesa prende-o.

Palavras de quem enviou o livro...

"Acho que depois da leitura deste romance já ninguém olhará da mesma forma a figura de Calouste Gulbenkian :) . E se digo "este romance" é porque considero que, na verdade, "O Homem de Constantinopla" e "Um Milionário em Lisboa" constituem apenas uma obra, dividida em dois volumes e não dois romances em separado. 


Trata-se, digamos assim, de uma biografia romanceada do homem que Portugal foi ensinado a respeitar e a admirar, mas do qual pouco se sabia além de que tinha sido um benfeitor que escolhera o nosso país para construir uma fundação virada para a arte e para a cultura. Com esta magnífica obra ficamos saber mais sobre quem foi esse homem. De que gostava? Como conseguiu tornar-se no homem mais rico do mundo? Porque escolheu Portugal para viver os últimos anos da sua vida e para deixar tão precioso legado? Essas e outras questões são respondidas ao longo destes dois volumes, onde somos confrontados também com a realidade do que foi a destruição do império otomano e o extermínio do povo arménio. 

A obra, que retrata a vida desse arménio que escolheu Portugal para viver, é ainda adoçada pela pergunta base que acompanha toda a narrativa: O que é a beleza?

Numa simbiose perfeita entre as várias facetas do arménio que viveu em Portugal os últimos anos da sua vida, José Rodrigues dos Santos leva-nos numa viagem no tempo que começa na infância do protagonista e vai até à sua morte, não se debruçando apenas sobre a história deste personagem, mas mostrando-a envolvida num contexto histórico através de uma narrativa apaixonante.

Muito haveria a dizer sobre mais esta maravilhosa obra, mas deixo ao critério do leitor avaliar aquilo que aconselho vivamente :)

Sou grande fã dos livros de José Rodrigues dos Santos, o qual também muito admiro enquanto jornalista e com cujas ideias muito me identifico. Já li tudo o que escreveu e não há nenhum romance ou crónica de que não tenha gostado. A leitura deste autor encanta-me e é comum não conseguir parar de ler sempre que pego num livro seu. Também é comum achar que tudo o que diga para descrever o que sinto quando o leio é sempre pouco."

Gostava ainda de acrescentar que... 

Se considerarmos os dois volumes em separado, concluimos que o segundo é superior, mas tendo em conta que os dois devem ser vistos como uma única obra, isso é normal, pois é natural que um romance ganhe interesse À medida que a acção avança

"Nenhum ser humano esquece o dia em que o pai morreu. Dizem que é o momento em que nos tornamos adultos e o futuro nos é confiado como a chave de uma mansão de que somos enfim herdeiros."

"A beleza está evidente nos objectos, nas suas formas e no seu conteúdo, na respectiva harmonia e qualidades intrínsecas, mas o facto é que uma coisa não pode ser bela sem alguém que a contemple e a ache bela"

"É por efeito da verdade que a arte se associa ao bem", sublinhou Sir Kenneth. "É como se beleza, bondade e verdade fossem os três vértices do mesmo triâgulo"

"Amo-a porque amo a verdade que há nela e á ela que me faz ver a 
beleza"


Desse lado alguém já leu? ;)
Boas Leituras! :)

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Espelho meu, espelho meu...

Haverá alguém a tentar ser como eu?... Sim há! A tua filha!!!!! :S lol Uma das grandes vantagens (ou não), de se ser mãe a "tempo quase inteiro" (pausa quando tentamos trabalhar um pouco ao computador!!), e atenção que não vou falar, nem quero escrever um texto daqueles em que se fala do que é melhor, trabalhar e ter filhos, ter filhos e "não trabalhar". Dizia eu... quando estamos muito tempo com a nossa filha, corremos o risco de apanhar choques como o meu.., "M termina de brincar que vamos almoçar!", ao que responde: "Mãmã agora não posso!! Ainda tenho de terminar o almoço da Carolina (boneca) , mudar-lhe a roupa, dar-lhe o almoço...aishh!! estou muito ocupada!!".... !!??? :S Resposta algo parecida com a que às vezes tenho de lhe dar, quando não posso brincar..... Pimba! Embrulha Mãe... :P lolol Melhor que isto só mesmo observar o que ela diz à Carolina, nitidamente a fazer o papel de Mãe... É como olhar-nos ao espelho!!! Assustadoramente bom! ;) Até dá para corrigir alguns erros, é o que vos digo, porque não nascemos ensinadas para lidar com tudo!!;) Uma criança é, e sempre será um grande desafio!! ;)

(Foto retirada do google imagens)

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Conversas entre livros...

Já há um tempo que andava com esta ideia na cabeça... criar um espaço, ou de outra forma, conseguir fazer deste blog um espaço mais interactivo, mais participativo, com mais "barulho" no meio do silêncio dos livros! Talvez até poderia dizer que podemos ter um espaço de histórias de vida, dentro da historia que nos contam os livros... que acham? ;) Alinham na ideia? Falamos das histórias dos livros e falamos das histórias da vida ( de cada um)!:) Da minha parte pouco mais do que já sabem precisam de saber, sou casada e viemos marido e filha, viver uma aventura por terras argentinas! :) 

E para começar hoje começo este espaço com a partilha de um pensamento, um pensamento do dia...

Se há dias em que tenho a estranha sensação de passarmos a nossa vida, a dizer "olá e adeus", este é um deles! Nada como hoje no início de semana, depois de termos tido um bom almoço entre amigos, receber a "bomba esperadas" para rebentar uns bons meses mais à frente...rebentar hoje! Rever na reunião de pais da salinha da minha filha de 3 anos  , a cena pela qual também eu passei um dia.. avisar a educadora, de que a M (chamemos-lhe assim, quem a conhece sabe quem é, quem não conhece não importa o nome! :) ) vai viver para outro país com os pais, com as lágrimas a não deixarem as palavras saírem... Com a diferença que hoje, a protagonista era a minha amiga que conheci aqui e não eu, e a criança era o filho, amigo da M e não a M... Automaticamente percebi o que se estava a passar... e as lágrimas começaram a querer sair...  Por sorte hoje não estávamos ao lado uma da outra!!! Continuamos a reunião, no final olho para ela e só digo "já percebi que já há uma data..." ao que ela começa de novo com as lágrimas a caírem e as minhas a quererem, ao que eu digo "vamos falar, mas não vamos falar!" ;) E em casa trocámos mensagens... e assim fiquei a saber que temos 3 meses para nos despedirmos, para a M se despedir do seu amigo que regressa ao seu país em Maio, mas até lá continua na escola, e agora resta aproveitar ao máximo... assim como eu a companhia da minha amiga! :( Por isso sim, hoje mais do que nunca, tenho a sensação que passo a vida a dizer olá e adeus, ou a achegar e a partir... às vezes temos a ilusão que na nossa condição de viajantes, seja mais fácil, mas a verdade é que não é... não ganhamos "imunidade" às despedidas... Porque a vida é isto mesmo, uma eterna mistura de olá e adeus que só termina quando partimos de vez para a viagem final...
E lá está, nada como no meio desta mistura de sentimentos, dar um olá à nova fase escolar da M, novas professoras (maestras), nova sala, mas vá lá ao menos os quase todos os mesmos colegas! Dia 7 de Março regressamos à rotina da escola (felizmente!!! para bem da minha sanidade mental!!! lol) e assim iniciaremos novas rotinas as duas! ;) É como eu digo... olá e adeus! Olá novas rotinas, nova fase da vida, adeus velhas rotinas! :)
(Foto retirada do google imagens)
"Mudanças, distância, chegadas, partidas, fazem parte da vida. Acostume-se."
... que qualquer dia somos nós, a dizer adeus a este pais que tão bem já nos acolheu!:)

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Livro Nº48: Como é Linda a Puta da Vida - Miguel Esteves Cardoso



Sinopse...

«O que espanta num gato é a maneira como combina a neurose, a desconfiança e o medo - para não falar numa ausência total de sentido de humor - com o talento para procurar e apreciar o conforto e, sobretudo, a capacidade para dormir 20 em cada 24 horas, sem a ajuda de benzodiazepinas.O gato é neurótico mas brinca. (...) Mas, acima de tudo, descobriu o sistema binário da existência. Que é: dormir faz fome. Comer faz sono. Acordo porque tenho fome.Adormeço porque comi. Nos intervalos, faço as necessidades.»

Frases retiradas do livro durante a sua leitura...

"Mesmo que só se dêem dez passos, foram dez passos dados. É melhor este consolo aritmético, dos números a mudar e a crescer. do que a ilusão que mais valia ficar parado."

"Tristeza é distância. Proximidade é alegria."

"E que viver é um enorme entretanto, de que devemos tirar partido, sobretudo quando há sorte de amar e ser amado, amada."

"Piquenicar é um prazer grande de piquenos custos"

"Não há tempo morto. Nem há falta de tempo. Há o tempo e a ausência de tempo. O tempo é a vida. A ausência de tempo é a morte."

"Mas os portugueses por, natureza andarilhos, têm sempre um prazer secreto quando viajam."

"É uma vergonha orgulhosa escolhida por nós" (texto da crónica a união faz a força, quando fala dos vícios de cada um, canetas, sapatos, livros... :P lol muito bom!!"

"Muito depende de sermos capazes de estar no momento em que estamos, sem pensar no que fizemos para ali estar ou nos preocuparmos para onde vamos a seguir."

A minha opinião...

Gostei mesmo muito!! :) Fez-me pensar nas coisas simples, fez-me pensar na vida no sentido mais complexo, e fez-me rir à gargalhada sozinha com o meu marido na sala, que não me conhecendo ele já bem, pensaria que certamente estava louca!! :P Por isso sim, gostei muito, um livro simples e mágico, onde se fala do dia à dia por vezes sério, mas em tom de brincadeira às vezes... Senti-me compreendida nos meus pensamentos e frases malucos! :P 
E o mais irónica é que regra geral não sou muito fã de crónicas... Mas estas crónicas são qualquer coisa de... vale a pena serem lidas! ;) Mais uma vez fiz o mesmo que faço sempre  que leio um livro de um jornalista "conhecido", abstrai-me de opiniões e o que seja relativas à sua profissão , e para mim é mesmo o melhor truque, não que tivesse alguma opinião muito formada quanto ao Miguel Esteves Cardoso quanto jornalista, mas parte de mim recordava-o muito na "Noite da Má Língua".... tipo de programas que nunca fui grande fã e confesso que ele me irritava um pouco...! lolol :P Talvez por isso não tenha dado ouvidos quando me diziam que devia ler um livro dele, que ia gostar de certeza, que tinha a ver comigo.... Vida magicamente irónica esta não?:P E de facto quando o terminei, perguntei-me o que uma amiga me disse um dia "como é que nunca tinha lido um livro dele??" :) Resumidamente, senti-me compreendida nos meus pensamentos malucos! :P
Outra curiosidade deste livro, é que foi o primeiro livro que consegui começar a ler quando ainda lia outro... o que estava a ler, tinha ficado em Buenos Aires, e num vale de aniversário que me foi oferecido em Dezembro, fui trocar por este livro, li a primeira página dia 30 de Dezembro (ninguém começa a ler um livro a 30 de Dezembro!!! certo? :P lol) e fiquei simplesmente presa.. :P Embora depois só o tenha voltado a ler já em Buenos Aires depois de ter terminado o que estava a ler! :P Embora acredite que só o tenha feito realmente, por ser um livro de crónicas.... :P

Desse lado já alguém leu Miguel Esteves Cardoso? :)

Boas leituras! :)

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Bom fim de semana!:)

Algo que me acontece frequentemente... ;) 
O que é que se lê desse lado?;) Por aqui estamos mesmo, mesmo a terminar mais um livro para depois vir diretamente para aqui!;)

Bom fim de semana e boas leituras!:)

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Erro meu no livro "Desumanização"...


Ontem publiquei um livro que me tinha sido enviado para o Cemitério, mas por lapso coloquei a opinião errada no livro certo (lol)... A opinião era sim de outro livro que já existe aqui no nosso Cemitério: "A Mão do Diabo".... Preciso mesmo que a minha filha comece a escola!!! lol :P 3 meses em casa com uma princesa de 3 anos, de uma energia e imaginação incansáveis, dá nestas coisas... Desculpem!!:(

Boas Leituras! :)

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Livro Nº47: Desumanização - Valter Hugo Mãe

Livro enviado pela Mente Flutuante 


Sinopse...

" «Mais tarde, também eu arrancarei o coração do peito para o secar como um trapo e usar limpando apenas as coisas mais estúpidas.»

Passado nos recônditos fiordes islandeses, este romance é a voz de uma menina diferente que nos conta o que sobra depois de perder a irmã gémea. Um livro de profunda delicadeza em que a disciplina da tristeza não impede uma certa redenção e o permanente assombro da beleza.
O livro mais plástico de Valter Hugo Mãe. Um livro de ver. Uma utopia de purificar a experiência difícil e maravilhosa de se estar vivo. 

Opinião de quem leu o livro...
"O livro "A Desumanização" de Valter Hugo Mãe é maravilhoso. Não há palavras para descrever aquilo que se sente ao lê-lo. É magnífico. Conta a história de uma menina que acabou de perder a sua irmã gémea, fala da sua tristeza e da sua intensa procura pela beleza da vida, apesar da morte da irmã e dos problemas com a mãe que não soube lidar com a perda da filha, descarregando na filha que permanece viva. E é essa procura pela beleza da vida que nos preenche a alma ao ler o livro. Adorei e recomendo vivamente. :)"


Minhas palavras...
Este livro está aqui em casa à espera de ser lido!;) Foi uma das minhas prendas de Natal, por isso quando o ler coloco um post com a minha opinião, mas fica já com número de entrada no Cemitério! :) Eu tenho muita curiosidade mesmo para o ler! ;)

Desse lado há mais opiniões?:P

Boas Leituras! :)

Obrigada! :)


Consegui 2 livros no passatempo que andou a circular no facebook, da Editora Presença! :) 
Gostava de ter conseguido entrar na corrida ao cheque dos 150€ para gastar em livros, mas... 2 livros por 3,80€ já me soube muito bem!! ;) Livros que certamente um dia vêm descansar aqui neste cantinho um dia!;)  Foram escolhas pelo valor total dos dois livros, não foram escolhas de livros que já tivesse ouvido se quer falar... :P os que gostava mesmo, por gosto pessoal, já estavam esgotados!!:P lol Mas achei a iniciativa da Editora muito boa, são livros "antigos", que provavelmente estão como que "esquecidos" nos armazéns e assim, pessoas loucas como eu, acabam por os comprar!!;) ehehe Um dia irei revelar quais foram... ;) Por enquanto vou aguardar que cheguem à minha casa em Portugal!;)

Alguém desse lado também participou nesta "brincadeira"? Eu tudo o que seja passatempos onde o prémio sejam livros, estou dentro!!;)

Boas leituras!

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Passatempo!!

Preciso da vossa ajuda, amantes dos livros ou não!! :P
Entrei num passatempo da Editora Presença, para ganhar livros!!!!! A melhor prenda de todas para mim!! Só preciso que cliquem no link abaixo, registem-se e assim dão-me pontos, pontos esses que acumulados se transformam em livros, (3 livros) ou caso sejam muitos os pontos, possa ganhar um cheque de 150€ para trocar por livros!!!!!!!!! Já ficava tão contente com os 3 livros que posso ganhar...

Grande Aventura dos Livros Grátis da Presença!livrosgratis.presenca.ptTemos 180 mil livros para oferecer! Participa na Grande Aventura dos Livros Grátis da Presença e ganha livros!

Será que posso contar com a ajuda desse lado? :( Ah!! E também podem participar, quem quiser!! ;)

Boas leituras!:)

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Livro Nº46: Amei-te em Copacabana - Francisco Salgueiro

Sinopse...

Poderá a psicanálise ajudar a resolver os nossos problemas sentimentais? Essa é a pergunta que Pedro leva à prática, de modo a tentar perceber porque se envolve sempre em relações condenadas. Perante uma série de omissões e traições, insiste em não desistir daquela que pensa ainda poder ser “a mulher da sua vida”. Entre Lisboa e o Rio de Janeiro acompanhamos a vida de um homem dividido entre a entrega e a dúvida, o amor e a desilusão, os momentos de paixão e as profundas carências. Tudo o que faz parte dos mistérios da vida e os segredos de um homem que procura a felicidade e o encontro com o amor. Afinal, não estaremos todos?

Frases retiradas do livro...

"Apenas um sentimento de saudade. Do que foi e não voltará a ser..."

"O nosso passado molda as nossas relações. Não podemos é deixar que condicione a nossa felicidade!"

A minha opinião...

Como a nossa infância nos pode guiar no futuro, muitas vezes sem nos apercebermos!!
Este foi um livro que li há algum tempo, mas que o recordo várias vezes! Gostei e aconselhei a uma grande Amiga que o adorou! ;) Foi o primeiro livro que li deste escritor, tenho outro dele (A Praia da Saudade), comprado e autografado numa Feira do Livro de Lisboa, com uma promessa feita ao escritor, ainda por cumprir... :( Mas como cumpro sempre as minhas promessas, um dia irei cumpri-la... Mas para isso tenho de o ler!! Sim, faz parte do grupo de livros que tenho à espera de serem lidos! E já estive com ele tantas vezes na mão para o começar... Ainda desta última vez que estive em Portugal, estava no grupo de livros para vir comigo, mas... teve de ficar!!:( Mas um dia cumpro a promessa! ;)

Hoje dia de São Valentim, tinha de escolher um romance, claro... e eu que adoro romances!!:P Foi este o escolhido!;)
Desse lado mais alguém já leu este escritor português? Este livro em particular?:) 

Boas leituras! :) 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Desejos..

Hoje voltou a acontecer... voltei a acordar com o desejo súbito que me faz perder a lógica e a razão, que me faz perder a lembrança dos livros que tenho para ler, mesmo aqui em Buenos Aires... Aquele desejo de "quero, simplesmente quero!"... E por duas vezes este desejo é alimentado logo ao acordar, quando mesmo ainda na cama vi o mail (vantagens ou não, destas novas tecnologias de agora, de ter o mail no telemóvel...), e sempre que vejo que tenho um mail da Wook, não resisto! É como um bom dia especial para mim, é como um prenuncio que será um bom dia! :) Espreito... e lá estava ele de novo no top dos mais vendidos...
Este livro anda-me a seguir desde o tempo em que ainda tinha outra capa e nem se ouvia falar do filme!! E o pior é que mesmo aqui em Buenos Aires, sou seguida por ele nos anúncios do filme!! :S E no outro dia quando o meu marido me diz "temos de ver este filme", pensei sem lhe dizer "Nãoooooo!!!", num outro dia voltou a dizer "tenho de sacar este filme!" E como o conheço bem disse: "Nãooooo!!!! Eu quero ler o livro primeiro, pleaseeee!!! lolol :P ", não sei se o irei conseguir... mas talvez por isso ou não, hoje de manhã estive mesmo, mesmo, mesmo, mas mesmo... Para fazer a minha primeira compra na Wook! Experimentar o correio da Wook até Buenos Aires... Para Portugal sei que funciona bem!:P 
Vamos ver quanto tempo vou resistir mais...lol É que não sei se não haverá teorias escondidas de desejos literários não realizados, tal como os das grávidas... lolol Alguém já se perdeu neste livro? :) Só naquela para me dar o empurrão para o comprar... lol É que tenho lido excelentes criticas, e descobri, embora não tenha confirmado, que agora faz parte do plano nacional de leitura do 9º ano!!! :) ... Eu prometi, eu obriguei-me a prometer que não comprava mais livros até ler os que tenho para ler, pelo menos os de Buenos Aires... :( Mas devem haver "perdões literários" para este tipo de promessas parvas, certo? :P lol

Boas leituras!:)

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Livro Nº45: A Elegância do Ouriço - Muriel Barbery


"Este romance a duas vozes alternadas decorre num edifício situado num bairro rico de Paris e habitado por uma burguesia rica e snobe. Renée é uma porteira de 54 anos, cultíssima e autodidacta. Porém esconde-se por detrás da figura humilde que todos esperam ver numa porteira e fá-lo com um humor satírico. Paloma é uma adolescente superdotada de 12 anos, intensamente consciente da vacuidade do destino que a espera. Também ela se esforça por esconder a sua inteligência e o olhar demasiado lúcido com que encara sobre o mundo e a elite a que pertence. Esta jovem decidiu suicidar-se no dia em que completasse treze anos. Mas tudo isso mudará com a chegada de um japonês, o senhor Ozu... Open publication - Free publishing"

A minha opinião...

Este foi mais um livro oferecido (sou uma sortuda literária sem a menor dúvida e consciente dessa sorte!;) lol), desta vez pela minha cunhada! :) Este é dos livros raros que não tem a capa final do livro escrita! :P Mas tem uma história e uma recordação já de si inesquecível... Foi o livro que foi na viagem de lua de mel... até Bali!!;) Porque nas minhas viagens pode faltar uma série de coisas esquecidas (algo sempre inevitável!!!), mas um livro podem sempre encontrar na mala!!;)
Recordo que é um livro que se lê muito bem, é pequeno, mas com uma história que nos prende!:) 
Alguém desse lado já o leu? ;)

Boas leituras!:)