Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Contagem decrescente, logo, mente com falta de concentração...

;) É um pouco assim que me sinto!! lol Já tenho a cabeça colocada em daqui a uma semana, altura em que a esta hora, estarei à espera do segundo voo de ligação que me levará a casa... a Portugal!!:) Quero terminar o livro que estou a ler, para iniciar um no voo de viagem, mas não está fácil. Últimas compras, últimas preparações etc, que quando há uma criança no meio, surge sempre algo mais para não esquecer!!:P lol


O que não deixa de ter a sua piada, quando andamos a pensar e a preparar mentalmente, em fazer malas!;) lol

Boas leituras!:)

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Partilha

Porque neste cantinho se fala de tudo o que tenha a ver com livros e não apenas dos livros lidos... Aqui deixo uma ideia / sugestão que chegou até mim, por parte da escritora!:) E como este blog cada vez chega a mais lugares diferentes do mundo é com muito orgulho que divulgo este livro a ser lançado...



"Caros Amigos e leitores!
Já está disponível o meu livro no site.
A venda e impressa e e-book ,os valores e a degustação do livro também estão disponíveis no site.
Enfim, você tem em mãos, caro leitor, um romance interessante sobre quebras de expectativas recorrentes compensadas por uma fé inabalável no amor verdadeiro. A história de um menino que se torna homem através do abandono, da vida bandida e da prisão. De uma menina que se torna mulher após uma festa arruinada, o roubo da sua inocência, a perda do pai e do primeiro amor e a clausura involuntária. Mas eles se guardaram um para o outro, certos de que ficariam juntos novamente.
Compre já o seu no site:
 
Agradeço a colaboração
A paz a todos!

 
http://escritoracristianetorres.blogspot.com.br  "

Bom fim de semana e boas leituras!:) Aguardo que alguém do Brasil depois de o ler o coloque aqui neste cantinho!;)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Livro Nº33: A Profecia Celestina - James Redfield

Livro enviado por Mente Flutuante (blog na lista que sigo)...



Sinopse:


Inspirado num antigo manuscrito peruano, este livro é um romance de iniciação à nova consciência - transcendente, espiritual - que está a emergir no mundo. Tomando como modelo, ainda que remoto, a procura do Graal, A Profecia Celestina não é apenas a história de uma aventura e de uma descoberta; é, sobretudo, um guia com o poder de reinventar as nossas percepções existenciais e de nos conduzir em direcção ao futuro com renovado optimismo e energia."

"Um livro que surge uma vez na vida para mudar a vida para sempre."

Palavras de quem enviou o livro...

É um livro um pouco surrealista em certos aspectos, mas se pensarmos bem na mensagem que pretende passar percebemos que praticamente tudo se aplica na vida real. Há ali uma passagem que me fez mesmo pensar: "isto sou tão eu".
No fundo é um livro que nos faz pensar na nossa vida e em como a temos vivido. Que nos faz questionar muita coisa. Que nos faz entender o porquê de algumas coisas. Que nos faz ponderar seguir as nossas intuições mesmo quando a razão nos diz para não o fazermos. Que nos faz impelir a aproveitar tudo o que nos trouxer energia positiva. Que nos faz querer ter muita energia para dar aos outros. Que nos faz querer conhecermo-nos melhor a nós próprios. Que nos faz querer conhecer melhor o lado bom dos outros. Que nos faz querer libertarmo-nos de tudo o que é mau e aproveitar a vida ao máximo.




Não o li e muito provavelmente seria daqueles livros que me passariam despercebidos, embora já me tenham falado muito bem do livro... e aqui fica mais uma opinião positiva de quem o enviou! ;) Desse lado mais alguém já leu?

Boas leituras!:)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Livro Nº32: O Símbolo Perdido - Dan Brown

Livro enviado pela Joana:




Aquilo que se perdeu será encontrado…

"Washington, D.C.: Robert Langdon, simbologista de Harvard, é convidado à última da hora para dar uma palestra no Capitólio. Contudo, pouco depois da sua chegada, é descoberto no centro da Rotunda um estranho objeto com cinco símbolos bizarros.
Robert Langdon reconhece-o: trata-se de um convite ancestral para um mundo perdido de saberes esotéricos e ocultos.
Quando Peter Solomon, eminente maçom e filantropo, é brutalmente raptado, Langdon compreende que só poderá salvar o seu mentor se aceitar o misterioso apelo.
Langdon vê-se rapidamente arrastado para aquilo que se encontra por detrás das fachadas da cidade mais poderosa da América: câmaras ocultas, templos e túneis. Tudo o que lhe era familiar se transforma num mundo sombrio e clandestino, habilmente escondido, onde segredos e revelações da Maçonaria o conduzem a uma única verdade, impossível e inconcebível.
Trama de histórias veladas, símbolos secretos e códigos enigmáticos, tecida com brilhantismo., O Símbolo Perdido é um thriller inesperado e arrebatador que nos surpreende a cada página.
O segredo mais extraordinário e chocante é aquele que se esconde diante dos nossos olhos…  " 
Palavras de quem enviou o livro... 
"Mais um livro empolgante e excitante do Dan Brown. É daqueles livros que me agarrou da primeira à última página. Para além do suspense que o autor cria ao longo da sua história, faz-nos pensar naquilo que consideramos como verdades inquestionáveis. Para os amantes de viagens, confesso que fiquei com vontade de voar até Washington e conhecer e explorar os monumentos, praças, ruas, edifícios que são descritos nesta trama."  
Acredito que existam desse lado mais fãs de Dan Brown... ;) Eu sou uma delas e tenho em Portugal alguns para trazer para aqui...;) Mais alguém já leu este? Eu não!
Boas Leituras!:)

terça-feira, 23 de julho de 2013

Livro Nº31: Vidas Raras - (não sei o autor...)

Livro enviado pela autora do blog (SentirvsSentidos)

"Identifiquei-me com muitas histórias contadas neste livro, desde os médicos muitas vezes "gozarem" com a nossa cara, e por vezes pensando que entendem melhor a Luana do que eu, há situações que me marcaram bastante, uma das quais foi quando a Luana teve uma convulsão (já era a segunda em menos de um mês) e fomos de ambulância para o hospital,quando chegamos apareceu uma pediatra que disse para mim" oh mãe ,então não vê que a miúda teve uma má disposição!!!,Eu não vou medicar a miúda!!"
Só não lhe parti logo ali a cara porque eu já nem me aguentava nas pernas...
Na semana seguinte foi fazer um electroencefalograma onde se detectou que tinha sido convulsão ,a Luana tem epilepsia...
A quando de uma cirurgia aos tendões apertaram demasiado o gesso e a Luana gritava com dores,eu dizia  ao enfermeiro que ela estava com dores e ele dizia que era normal, e eu que aquilo de normal não tinha nada, saltou-me a tampa e exigi que chamassem a médica e afinal o gesso estava demasiado apertado e teve que ir ao bloco novamente...
A primeira cirurgia da Luana foi à anca, onde ela ficou com gesso desde a ponta do pé até à cintura, antes da cirurgia a anestesista veio falar comigo e assegurou que a Luana não teria dores nenhumas porque iria ser administrada morfina consoante o peso, eu fiquei descansada, quando fui para o recobro a Luana estava desfigurada com dores, quando perguntei onde estava  a morfina, responderam-me que só lhe tinham administrado um paracetamol, passei-me agarrei-lhe na bata e disse que lhe daria uma sova que ela ficaria com as mesmas dores da Luana, imediatamente foi buscar a morfina!
Agora outro "lado" que o livro fala e muito, na reinserção destas crianças na sociedade,algo que dá bastante vontade de rir, a Luana já foi tão negligenciada que estou sempre de olho em tudo e não deixo passar NADA!
A Luana já chegou a casa com a testa completamente recheada de hematomas porque uma educadora deixou a Luana no chão ao pé dos bebés e os bebés com os brinquedos "brincaram" com a  Luana.
Mais uma vez tive que passar-me e deixei a educadora a chorar com o que lhe disse, chamei-lhe tudo e mais alguma coisa, encostei-lhe a mão na cara, e neste momento arrependo-me de não lhe ter batido...
Nesse mesmo infantário a Luana não era posicionada, chegava a casa sempre assada que havia algumas que o rabinho dela sangrava! 
Quando foi para um outro infantário uma tarde quando fui ao Continente fazer umas compras uma menina da sala dela chegou ao pé de mim e disse-me" olha sabes, andam sempre a puxar os cabelos à Luana."
Naquele momento caiu-me tudo.
Desisti dos infantários, mas as leis de merda do nosso reles país obrigou-me a ter que colocar a Luana novamente no infantário, e fui ao infantário da santa casa, disse que queria matricular a minha filha e a diretora deu-me os papeis porque havia vagas, quando preenchi os papeis e disse que a Luana tinha paralisia cerebral a vaga simplesmente evaporou-se!
Vim a saber depois por portas travessas que entraram mais crianças mas para a Luana a vaga estava preenchida.
No ano seguinte voltei lá novamente e a diretora já não era a mesma, a nova diretora só me disse " Oh mãe há vaga para a Luana"
Fiquei contente, tinha finalmente encontrado vaga perto de casa, mas..porque existe sempre uma mas...
A educadora que tinha calhado à Luana era a ex diretora, foi colocada sempre de lado, quem lhe deu algum carinho durante as poucas vezes que ela foi, foi a auxiliar.
A Luana começou a ter muitos medos, pesadelos e afins.
Têm sido assim aventuras umas atrás das outras, quem tem filhos/as com deficiência entende mas quem não tem não faz nem uma pequenina ideia do que é, nem mesmo quem trabalha com estas crianças sabe, porque uma coisa é estar das 9 ás 5 com elas/eles e outra completamente diferente é serem mães ou pais!!
É um acumular de cansaço, de frustrações,de luta diária, são noites sem dormir, é a impotência perante os obstáculos que nos colocam!
Sou revoltada sim, sou uma pessoa por vezes muito amarga, sim sou!
Acima de tudo amo muito a Luana e não admito que a façam sofrer nem que a coloquem de parte, sou uma mãe Leoa (literalmente).
Mas não desejo ao meu pior inimigo ter uma filha /o com deficiência.
Aconselho a leitura a toda a gente para ver se as mentalidades mudam de uma vez por todas."

Este texto foi copiado do seu blog com a devida autorização! Perguntei se o podia colocar junto com o livro e a resposta foi que podia escolher o que quisesse... Pois para mim só o texto completo faz todo o sentido!! É um testemunho real, é uma chamada de atenção para se abrir os olhos às diferenças! É um tema ao qual não fecho os olhos, nem viro a cara, mas confesso que tenho alguma dificuldade em "saber" lidar com este tema... Felizmente "conheci" a Lu e a sua mãe e vou podendo acompanhar a sua vida e tentando compreender melhor e ajudando de algum modo! Até agora apenas com um livro, uma vez que a Lu é apaixonada por livros!!!! :) Mas na minha próxima ida a Portugal contribuirei com mais!;) Se tiverem um tempinho espreitem o blog (está na minha lista dos blogs que gosto) e conheçam a Lu, a menina que se ri com os olhos e de olhar doce... Mas sobretudo a mãe coragem que tem!;)

Boas Leituras! :)

sábado, 20 de julho de 2013

Livro Nº30: O Último Dia de Um Amor Eterno - Francisco Goldman

O Último Dia de Um Amor Eterno


Maravilhosamente bem escrito, uma bela história de amor e perda.

Vencedor do Prémio Femina para livro estrangeiro em 2011 e eleito o melhor livro de 2011 pelo New York Times e pelo Guardian.

"Francisco Goldman era um homem sem sorte no amor e avesso a compromissos: a escrita bastava-lhe para viver. Até conhecer Aura Estrada, uma belíssima mulher e brilhante estudante de literatura.
A paixão de Aura pela vida e pela literatura preencheram o vazio existente na vida de Francisco. Casaram no Verão de 2005, no México.
O arrebatamento com que ambos encaravam a vida e o gosto pelo inesperado faziam prever uma longa vida juntos. Mas, em 2007, a dois meses de completarem dois anos de casados, Aura morre de forma trágica.
Sentindo-se responsável pela morte da mulher e profundamente ferido pela sua perda, Francisco entra numa espiral autodestrutiva. Porém, depois de ter chegado a equacionar pôr fim à sua própria vida, percebeu que o mais importante seria honrar e perpetuar a memória de Aura.

O último dia de um amor eterno é a homenagem prestada à mulher amada, à brilhante estudante e escritora, a uma vida cheia de amor e partilha.

Entre a ficção e a realidade, Goldman recupera tudo o que o uniu a Aura, revisitando-a, descobrindo-a, mesmo depois da sua morte, num relato por vezes duro, por vezes triste, mas também divertido. O último dia de um amor eterno é, acima de tudo, um tributo e uma expiação da dor que surge quando se perde a amor de uma vida."

Este foi seguramente um livro de leitura bem diferente de o "normal" em mim... Foi seguramente o livro que mais sentimentos diferentes despertou em mim ao longo da sua leitura. Um livro que ao inicio parece fácil de ler, mas que aos poucos vai revelando os nossos receios mais escondidos... Senti amor, medo, magia das "pequenas coisas parvas" do nosso dia à dia, sobretudo na história de amor que acreditamos escrever todos os dias umas linhas mais. Angustia, numa determinada parte!! Provocou-me uma grande angustia, coisa que nunca me tinha acontecido com um livro. Embora isso não signifique que não tenha gostado da sua leitura... pois agora que o terminei, posso dizer que sim, gostei!:) Mais uma vez constatei que os livros escolhem para ser lidos na altura certa, pois provavelmente este livro tocou-me mais por ter coincidido com uma altura em que estive durante umas semanas sozinha com a minha filha, ou seja sem a outra personagem principal do livro das nossas vidas onde escrevemos cada dia, uma linha mais. O que me angustiou, o que marca e toca neste livro, é o simples facto que tentamos esquecer para podermos viver, de que este pode ser o último dia das nossas vidas, que este pode ser o nosso último acto, a última coisa que fazemos, a última frase que dizemos, o último mail que enviamos, o último post que fazemos num blog. o último, o último, o último... Porque o morrer é sempre para nós adiado! Embora na vida fora da ficção não o seja... e este livro não é ficção, é a história que o escritor colocou em forma de livro, uma maravilhosa homenagem à mulher que amava / ama!:)
Ao inicio e a meio do livro, estava com alguma dificuldade em compreender o porquê do prémio ganho... mas ontem (sobre efeito de Benuron), quando cheguei ao fim, acho que entendi e percebi o porquê! É um livro que não nos é indiferente, duvido que o seja a qualquer pessoa que o leia!:) É um livro que vou relembrar sempre, sempre que tiver aquele pensamento que tanto evito, mas por vezes inevitável "é uma segurança ou um bem já adquirido!"... Porque na verdade nunca o é...

Frases retiradas do livro ao longo da leitura...

"Estou aterrorizado por te poder perder em mim!"

"Escrever nem com esperança, nem com desesperança, apenas com dedicação."

"O pensamento é um agente da mudança, tem repercussões na vida."

"O contratempo é a mãe da comédia."

"O mundo, não apenas Paris, é demasiado idiota e odioso para ficarmos sozinhos nele."

Mais uma vez obrigada sogrinhos, pela prenda e por me darem a conhecer esta linda história de Amor!:)

E sendo hoje assinalado o Dia do Amigo...
Boas leituras que por aqui talvez comece outro ainda hoje...;)

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Boas novidades literárias!

E ontem fiz esta descoberta...
Isto sim é uma excelente noticia para mim!!! :) Uma vez que compro a maior parte dos meus livros na Fnac e agora as minhas compras (apesar de cada vez mais ter direito a prendinhas literárias! ehehe) se destinam a cada temporada que passo fora de Portugal... Só poderia ficar super feliz com esta novidade!! Ainda mais sabendo que assim não preciso de contar com o peso dos livros na bagagem! ;) eheheh!! Confesso que esta novidade me deixou um pouquinho mais feliz no meio das doenças típicas de Inverno que estamos a ultrapassar cá por casa...
Já alguém sabia disto? Já alguém utilizou? ;)

Boas leituras!:)

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Livro Nº29: Nunca me esqueças - Lesley Pearse

Livro enviado pela Nocas(que para quem tinha "perdido" o hábito de ler.....;) lol):
Sinopse:

Num dia…
Com um gesto apenas…A vida de Mary mudou para sempre.Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary – filha de humildes pescadores da Cornualha – traçou o seu destino ao roubar um chapéu. O seu castigo: a forca. A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo. Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido… como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História. Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse – a rainha do romance inglês – apresenta-nos Mary Broad e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis.

Palavras de quem leu o livro...

"Um livro forte carregado de emoções e sentimentos profundos. Neste livro, ri, chorei e sorri...
"Nunca me esqueças"...quero voltar a ler"

Nunca li um livro desta escritora, mas tenho alguma curiosidade.... Por outro lado a Nocas também tocou num ponto interessante... Reler um livro! Nunca o fiz, tenho sempre a ideia de que o iria interpretar de maneira diferente da primeira, mesmo que fosse só em pequenos detalhes, não sei... Já senti vontade, mas nunca o fiz! Têm por hábito reler livros? E desse lado há mais alguém que tenha lido este livro? ;)

Bom fim de semana e boas leituras!:)

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Surpresa do fim de semana...

Cá estamos nós de novo em mais um começo de semana! 
No post anterior (ontem) disse que ainda regressava, mas a verdade é que tal já não foi possível, isto porque por mais que tentemos, não controlamos a 100% o tempo..... :P
Mas o que vinha partilhar ontem, pode ser partilhado hoje! :)
Este foi o mimo especial para mim, que vinha entre os mimos para toda a família, dentro de uma bela encomenda!:) Um livro esperado (o da Maeve Binchy) e um surpresa.... Saramago!:) ahahah 
E está assim escolhido, aquele que será o meu primeiro livro a ler de José Saramago! :)
Assim que terminar o que estou a ler, vou entrar na aventura literária de conhecer um pontinho da vasta obra do Prémio Literário! ;) Prima Rita, ao que parece vamos começar por o mesmo ponto de partida!;) eheheh

E por esses lados, houve tempo para ler? ;) 
Boas leituras!:)

domingo, 7 de julho de 2013

Livro Nº28: Desistir Não É Opção! - Paulo Sousa Costa

Livro enviado pela Nocas:


Sinopse:

"Certo dia na praia, quando um casal de desconhecidos lhe perguntou a idade, o Paulinho disparou apressado: "Tenho sete anos." Mas não tinha, era uma mentira inocente de criança, que a um mês do aniversário queria impressionar... Ao lado, o pai fingiu não ouvir, com um sorriso nos lábios. Naquele momento, debaixo de um Sol radioso, ao ouvir o barulho das ondas, Paulo Sousa Costa desfrutava apenas do despreocupado amor pelo filho, no último dia de praia, no fim do último Verão que passariam juntos. O Paulo não sabia, nunca poderia imaginar, que o Paulinho não chegaria a fazer sete anos. Ao anjinho louro, de cabelo encaracolado, sobravam apenas 15 dias de vida. Num dia estava bom, no outro já não estava, levado por uma leucemia fulminante. Desistir Não é Opção é uma história de amor. De um menino que foi amado desde o dia em que foi concebido, a milhares de quilómetros de distância, numa Nova Iorque de sonho. É a aventura de um pai e de um filho que cresceram juntos, e se separaram abruptamente. O que o Paulo ensinou o filho a nunca desistir, e foi o que ele teve de aprender da pior maneira possível. E, em memória do anjinho louro, o pai prometeu a si próprio levantar-se e viver. Porque, como costumava dizer ao Paulinho sempre que ele enfrentava um obstáculo, Desistir não é Opção!"


Palavras de quem enviou o livro:


"Depois de não ler um livro desde 2006/2007 por aí. Ca vergonha.
Este livro deu-me uma nostalgia.
Fui logo escolher um livro de um pai que perde o filho com uma doença fulminante.

Posso dizer que este livro me comoveu e me tocou muito cá dentro. Percebi melhor uma relação de Pai para com um filho, um super Pai. A cumplicidade de dois seres, lindo!
É um livro que mexe muito com sentimentos maternais. Muitas vezes enquanto lia parava no tempo e imaginava-me na pele daquele pai e quando ele diz que desistir não é opção é precisa uma força divina para nos ajudar a viver e a sobreviver nesta vida injusta. Perder um filho para mim é o fim do mundo. 

Mas tenho um exemplo bem vivo na minha vida, quando eu com 7 anos me vejo no papel de irmã que perde um irmão de 12 meses, por maus tratos numa ama. E conviver durante anos com uma mãe a sofrer de uma dor que ninguém consegue imaginar. Foram anos a carregar com uma mãe triste e sofredora. 
Se hoje fosse vivo teria feito em Junho 29 anos. Chamava-se Rui Frederico e era loiro de olhos azuis. Portanto a minha Margarida tem muitos traços dele. 
Cheguei a pensar que um dia se tivesse um filho homem seria o nome que lhe poria Frederico. Mas por um lado era um massacre de sentimentos e saudades.

Podes utilizar o texto que quiseres para o cemitério dos livros"

Como selecionar partes deste texto? Não, decidi colocar todo!:) Em primeiro lugar tenho de referir que fiquei tão feliz por ter feito "mais uma vitima  literária"!!! ahahahah A Nocas é minha Amiga e aos poucos fui incentivando para ela regressar ás leituras, mesmo eu estando a tantos mil km de distância dela.... São as grandes vantagens das novas tecnologias!;) Por isso receber a noticias que tinha um livro para as férias e que quando regressou das férias já o tinha terminado e começado outro.... é qualquer coisa de... Maravilhoso!!!:) E a foto? Maravilhosa!! Obrigada Nocas!:)

Tal como disse quando coloquei este livro nos "Livros com reserva de lugar", esta é uma história que muitos de nós portugueses conhecemos pela comunicação social... mas acredito que ler deve ser muito forte psicologicamente, ainda mais para quem tem filhos pequenos..... 

Desse lado mais alguém leu? Opiniões?

Boas leituras! :) .... Ainda volto hoje para partilhar uma surpresa deste fim de semana!

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Livro Nº27: A Queda dos Gigantes - Ken Follett

Livro enviado por Mente Flututante (blog na lista):


Sinopse:


"Um documento extraordinário, excepcional no rigor da investigação e brilhante na reconstrução dos tempos e das mentalidades da época.
Ken Follett, esse grande mestre do romance, publica uma nova obra de grande fôlego histórico, a trilogia «O Século», que atravessará todo o conturbado século XX. Neste primeiro volume, travamos conhecimento com as cinco famílias - americana, alemã, russa,inglesa e escocesa - que nas suas sucessivas gerações serão as grandes protagonistas da trilogia. Mas não esgotam a vasta galeria de personagens, incluindo figuras reais como Winston Churchill, Lenine ou Trotsky, que irão cruzar-se numa complexa rede de relações, no quadro da Primeira Grande Guerra, da Revolução Russa e do movimento sufragista feminino."

Palavras de quem enviou o livro:


"A Queda dos Gigantes" de Ken Follett é mais uma obra prima deste autor. Retrata a época imediatamente anterior, durante e imediatamente após a 1ª Guerra Mundial. Lembro-me de falar nesta guerra quando andava na escola, mas não tinha noção do quão absurdo tinha sido o motivo que a motivou. Um assassinato é algo lamentável, claro está, mas só porque se tratou do assassinato de alguém importante gerou conflitos, uns atrás dos outros, vindo a matar mais de 1 milhão de pessoas, entre soldados e população que acabou por ser afectada sem culpa nenhuma. São relações diplomáticas e politiquices que eu não entendo. A quantidade de pessoas e países que foram afectados só porque um aristocrata foi assassinado. Isto transcende-me por completo e prova que o ser humano é um animal muito pouco dado à compaixão, porque um pequeno incidente levou, de forma abrupta e irreflectida, a uma guerra descomunal. Não entendo. Além de que prova que as pessoas que estão à frente das decisões de um país decidem sempre a pensar primeiro neles e só depois no seu povo. Tal qual o que está a acontecer agora.
Quanto ao livro propriamente dito é mais uma obra fantástica, muito bem escrita. Retrata histórias fictícias, mas que podiam perfeitamente ter acontecido na realidade. Dá também umas quantas lições e a história de uma das personagens é verdadeiramente inspiradora. Proveniente de uma aldeia de mineiros no País de Gales consegue trabalho como empregada na casa dos donos da mina chegando a governanta. Estava felicíssima pensando que tinha atingido o auge da sua carreira quando um incidente leva a que seja despedida e a que tenha de emigrar para Londres. Lá passa por diversas dificuldades, mas vai sempre lutando e no fim de contas consegue uma vida muito melhor para ela chegando a uma verdadeira posição de topo. Não vou dar pormenores para o caso de quererem ler o livro, mas de facto é uma história inspiradora e que nos prova que muitas vezes "o mal vem por bem". :)"


Mais um livro deste escritor... Obrigada pela partilha! :) 
Sei que a próxima vez que der de caras com um livro deste escritor, o meu pensamento já não será o mesmo!!;) Já sei que há mais fãs do Ken Follett desse lado, mais alguém leu este? ;)

Boas leituras!:)

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Livro Nº26: Azul Bebé - Filomena Falé

Livro enviado pela Laura (blog: aqui
Foto e texto retirados do mesmo com a sua devida autorização!;)




Género: Romance
Páginas: 214

"Puff, aconteci!
É assim que Maria afirma o instante da sua concepção.
A partir desse momento,inicia o relato da vida da mãe e das amigas desta.
Tudo contado pela voz de uma criança ainda na barriga da mãe.
Dia a dia, emoção a emoção.
Ora ternurento,ora divertido,ficamos a conhecer o quotidiano de Luísa,Matilde,Elsa,Catarina e Rosário.
Esta é a história de 5 mulheres cheias de defeitos e de qualidades.
Que enfrentam a vida com o coração e os olhos bem abertos.
Como tantas outras mulheres com quem nos cruzamos.

Baseado em histórias reais,AZUL BEBÉ revela um lado da vida feito de força e esperança."



* Sem dúvida alguma foi um dos livros mais engraçados que li até hoje!!

Não conhecia e fiquei cheia de vontade de o ler!!!!!!!!!!!!!!!! Já estou como diz a frase "tantos livros e tão pouco tempo para os ler!!!! :( lol
Mais alguém leu ou conhecia? :)
Boas leituras! :)


Como andamos?

De leituras por esses lados? ;) Alguém quer partilhar o que está a ler? ;) 
Por estas bandas continuamos com o mesmo livro, infelizmente com leitura em modo lento, por o tempo insistir voar e não chegar para tudo o que quero fazer... :( E ainda por cima com uma gripe a querer visitar, nada poderia ser melhor do que me poder sentar no sofá, quentinha (sim porque neste lado do mundo não faz calor como em Portugal!;) ) com um cházinho, eu e o livro... O mundo imaginário é tão engraçado não é? ;) lol

Boas leituras!:)