Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

terça-feira, 31 de março de 2015

Mil vezes o marido do que...

... a empregada! 

Confesso que a primeira vez que ouvi esta frase aqui em Buenos Aires, não liguei muito, à segunda parei e pensei para comigo "???", até que voltou a acontecer mais algumas vezes, vindas de vozes diferentes do sexo feminino, claro. E da última vez a mesma frase veio de uma pessoa mais próxima, da mãe de uma amiguinha da escola do ser infantil cá de casa, e embalada pela coragem saiu-me a frase pela boca, primeiro se quer que esta tivesse chegado ao cérebro... "Essa é uma frase tão argentina! Vindo das mulheres mães, porque é que dizem isso?" Isto porque estávamos dentro do contexto em que ela me contava que a empregada a tinha avisado que se calhar ia ter que sair, que a estava a avisar com tempo, para ela ver se encontrava alguém etc. O pânico expresso no seu olhar, o "por favor digam-me que isto não está a acontecer!!", chegou até ao meu cérebro de uma forma meio confusa... Silenciosamente comecei a fazer a comparação da mulher portuguesa e da mulher argentina, enquanto ela falava, até que o meu cérebro em algum momento foi solicitado para responder a algo, que meio perdido já, não sabia bem como o fazer, e saiu-lhe algo como "pois, somos mesmo muito diferentes, em Portugal pelo menos, a empregada regra geral é uma pessoa que quando a tens, vai a casa uma vez por semana ou algo por aí, limpar a casa ponto final!" ao que lhe sai "e como conseguias? Como fazias? Fazias tu "tudo"?" ao que o meu cérebro começou a pensar "ai se te apanho boca!!!" e ele limitou-se a dar ordem à boca e aos olhos para sorrirem e dizer hum "pois... a vida é diferente, tem ritmos diferentes...e eu e o meu marido trabalhávamos muito e com horários bem esticados e complicados, mas é assim o nosso ritmo" Ao que ela diz "mas os homens lá também partilham mais as coisas não? Ajudam!" e eu meio envergonhada "sim... na maior parte sim, digamos que as tarefas são mais divididas, mas também depende". Embora para mim, a grande diferença na minha opinião, seja que a empregada aqui continua a ser vista como a senhora que cuida da casa e quando há crianças, claro que também! São as empregadas que cuidam do lar, enquanto que aí é a mulher da casa (falo na maioria dos casos claro! Estando eu dentro deste grupo!) que o faz, que segura uma casa! Atrevia-me a dizer até que talvez ainda sejam como eram em Portugal há uns anos atrás...Aqui as crianças não vão para a escola antes dos 2 anos praticamente, porque lá está, é a empregada que está em casa todos os dias das 8h às 19h30 (é sempre este o horário mais ou menos) que fica com a criança. E claro quando entram na escola antes da primaria regra geral ficam na escola 3h de manhã ou de tarde... tenho o membro infantil da casa no turno da manhã... vai a empregada retirar a criança à escola...a mim como europeia confesso que me faz confusão, a elas argentinas nem imaginam de outra forma, pois as crianças cansam-se e é muito tempo para estarem na escola...(!!!???). A mim faz-me fazer uma ginástica gigante para ganhar tempo para mim, para conseguir trabalhar (mesmo trabalhando em casa) e ter um tempinho para viver para lá do mundo Disney (que não é nada fácil!!!), usando para isso o "comedoro"(refeitório) e actividades extra curriculares. "A x é super completa, vai fazer tudo? Não se cansa?"... sentimento de culpa maternal pensa e responde educadamente para não ferir ninguém, algo como: "mil vezes cansada por estar em actividades e a estimular o seu desenvolvimento, do que cansada por estar em casa com um adulto a ver televisão ou a brincar sozinha (se bem que com a quantidade de filhos que eles têm aqui, há semore irmãos com quem brincar!)! E ela tem uma energia inesgotável! Adora estar na escola entretida!! :S São culturas diferentes..." 
E por isto sim, de facto é mais fácil entender a frase... se a empregada se vai toda a casa cai! Quem vai cozinhar, quem vai meter a roupa a lavar, quem vai dar banho à ou às criança(s), quem vai fazer o jantar... quem, quem quem??? :S.... 

Um pouco estranho não? Mas talvez seja a minha educação europeia a manifestar-se, e atenção que não estou a criticar culturas!! Simplesmente acho engraçado e até gosto de ver as diferentes visões da vida nas situações do dia à dia de uma casa! :) Mas por vezes confesso, que até acabo por "chocar / bloquear" perante certas situações do dia à dia aqui! :P

Nota importante: o ordenado de uma empregada aqui, que faz estas e muito mais coisas das que eu mencionei, não é nem de perto nem de longe "parecido" com o ordenado que se compare a uma empregada em Portugal... Europa... :S A meu ver ganham muito mal! :( O ser masculino da casa diz em modo de brincadeira, que eu não sei ter empregada e acabo por lhe dar cada vez mais razão! :( Não sei pedir ou exigir a uma pessoa que me faça algo quando eu a posso fazer... :( Não fui criada assim, lá está...  

E foi mais uma partilha sobre a vida em Buenos Aires! :P
Boas leituras! :)

(*fotos retiradas do google)

segunda-feira, 30 de março de 2015

Onde está o erro?

Hoje o tempo é curto, mas não resisto em vir partilhar esta relíquia do fim de semana... Foto tirada a um cartaz grande à entrada de um dos supermercados mais conhecidos aqui de Buenos Aires, diria que é o Jumbo cá do sítio! ;) Ah! E esta "maravilhosa relíquia", claro que está em todos os folhetos de publicidade etc...
Alguém descobriu o erro?... Eu não vos digo como somos "grandes" na América Latina? ;) :P lol Só rindo mesmo...

E separam-nos agora 4h de diferença horária... :(
Boa semana e boas leituras! :)

sexta-feira, 27 de março de 2015

Livro Nº 64: Siempre Alice - Lisa Genova

6 a 25 de Março de 2015

Sinopse...
(li em espanhol, mas decidi colocar a sinopse em português)

O mundo de Alice é quase perfeito. É professora em Harvard, vive com o marido uma relação que resiste à passagem dos anos, às exigências da carreira, à partida dos filhos. E tem também uma mente brilhante, admirada por todos, uma mente que não falha… Um dia porém, a meio de uma conferência, há uma palavra que lhe escapa. É só uma palavra, um brevíssimo lapso. Mas é também um sinal, o primeiro, de que o mundo de Alice começa a ruir.
Seguem-se as idas ao médico, as perguntas, os exames e, por fim, a certeza de um diagnóstico terrível. Aos poucos, quase sem dar por isso, Alice vê a vida a fugir-lhe das mãos. Ama o marido intensamente, ama os filhos, e todos eles estão ali, à sua volta. Ela é que já não está, é ela que se afasta, suavemente embalada pelo esquecimento, levada pela doença de Alzheimer.
O Meu Nome É Alice é a narrativa trágica, dolorosa, de uma descida ao abismo. É o retrato de uma mulher indomável, em luta contra as traições da mente, tenazmente agarrada à ideia de si mesma, à memória da sua vida, à memória de um amor imenso.

Frases retiradas durante a leitura...

"Llegaría el momento en que simplesmente, el momento no existiría"

"(...) y leer todos los libros que pudiera antes de no poder leer siquiera."

"Pero, sólo porque en algún mañana me olvide, no significa que no haya vivido cada segundo de este día."

A minha opinião...

São tão frágeis as nossas seguranças e certezas quando confrontadas com doenças que nos fazem esquecer tudo o que fomos e construímos, esquecer tudo o que nos guiou, todos os nossos pilares da vida...Com doenças que não nos deixam voltar atrás, voltar a ser quem éramos, nem mesmo nas pequenas e simples coisas da vida... Doença injusta esta!! :( É o obrigar um ser humano a desaprender a viver...Todas as doenças neurológicas assustam, mas esta, Alzheimer é injusta demais!! :(
Recomendo a leitura deste livro! É forte, mas é real.. e faria bem a todo o ser humano ter a oportunidade de ler este livro, de uma maneira "simples" receber informação de uma doença que é mais comum do que se julga!

E agora venha o filme! Estou em pulgas para o ver... o desafio foi interrompido, mas por ambas as partes, entre filha doente e pai com viagem e trabalho em excesso, posso concluir que o desafio não foi ganho, nem perdido por ninguém! ;)

Desse lado já mais alguém leu o livro... ou viu o filme? ;) Neste caso abro excepção e deixo o filme entrar! ;)

Boas leituras! :)

quinta-feira, 26 de março de 2015

Não!! Portugal não pertence ao Brasil!!!!!!

Há um tempo disse aqui, que me inscrevi num curso de espanhol na faculdade, e hoje foi o dia de agarrar no caderno e voltar a uma sala de aula... bem, digamos que algo mais ou menos parecido com uma sala de aula, muito diferente das salas de aulas da minha formação, mas sim era uma sala de aula! A faculdade é muito velha e digamos que não mostra sinais de muitos cuidados... o que é uma pena, pois o edifício em si tem uma arquitectura muito bonita, e eu nada tenho a ver, ou se quer percebo de arquitectura, atenção! Simplesmente lembrei-me logo "aí se eu tivesse aqui a minha câmara..."
Sendo um curso para estrangeiros, num pais estrangeiro,  não sabia muito bem o que esperar e assim foi: tudo uma novidade... com excepção do único tema que me irrita cada vez mais, desde que vim viver para Buenos Aires.... Eu sei que Portugal é pequenino, sei que comparado com a Argentina, Portugal é um pontinho no meio do oceano... Mas bolas!! Os portugueses descobriram o Brasil!!!!!!! Sou portuguesa (e com muito orgulho) , não tenho nada contra os brasileiros, e até conheço muitos nesta fase da minha vida, mas bolas... NÃO!!!!!!! PORTUGAL NÃO PERTENCE AO BRASIL!! SIM SOU PORTUGUESA, MAS NÃO FALO BRASILEIRO!!!!!  Sim é verdade que até falamos a mesma língua, mas acontece que não a falamos de forma igual, como tal irrita-me cada vez mais ouvir as pessoas tentarem falar brasileiro muito orgulhosas que falam português, quando digo que sou de Portugal.... Embora em parte até possa perceber um pouco esta ligação, já que aqui quando um argentino vai aprender português, e é muito comum mesmo, aprende sim o "brasileiro". Isto por serem os principais turistas a visitar Buenos Aires. E isto leva-me a outro ponto desta minha "irritação" brasileira... A frustração que sinto, e até "raiva" às vezes confesso, quando um brasileiro não nos entende!!! E talvez por isso este "pequeno grande" detalhe me irrite ainda mais quando acham que um português é brasileiro!!!! Foi só a primeira aula, mas começo a achar que vou ser obrigada a dedicar estas aulas a esclarecimentos da língua portuguesa!!! Pois por 3 vezes hoje na aula, a professora, aproveitava para explicar alguma coisa e dizer que era por exemplo como os portugueses "você"... ao que eu tentando não mostrar o fogo a sair pelas narinas, respondo calmamente "isso usam mais os brasileiros"! Nada contra atenção!! Amo o Brasil, mas é uma questão de orgulho nacional que vou eu fazer? :P lolol A sério, as pessoas fora da América Latina não têm noção do quanto "não existimos!", do quanto "somos tão brasileiros"!!!! Mas nacionalidades à parte, embora mantendo o tema... o grupo era / é até muito engraçado, já que temos vários chineses, corianos, indianos, 2 africanos, 2 russos, 1 australiano, uma alemã (será que ela sendo europeia, entendeu que não tinha lógica nenhuma Portugal ser confundido com o Brasil? lol sou terrível eu sei!) e uma portuguesa... Eu! :P Tenho no entanto que confessar que para primeira aula fiquei um pouco na dúvida se me ia ajudar no que que procuro... se me vai completar no que me falta... e percebi pela primeira vez a indecisão da professora que viu o meu teste de escolha de nível.... sei que me falta a gramática correcta a 100% na prática, ao conversar... mas entendo bem e agora já me viciei a ler em espanhol e não sinto qualquer dificuldade, aliás leio exactamente da mesma forma como leio em português. Mas nesta turma há muita gente que se expressa e até fala muito pior do que eu!! Não digo que falo bem, atenção, sei que não o faço! Quando senti a dificuldade dos meus companheiros, em ler um texto e compreender o que se estava a ler, foi um sinal de alerta para mim... depois quando a professora nos deu duas sugestões de livros para ler, o interesse no máximo caiu, quando explicou que eram livros pequenos e de leitura fácil, que provavelmente íamos conseguir ler bem...e a minha esperança caiu ao som da sirene que tocou de novo. Tinha o pensamento na noite anterior onde tinha terminado o "Siempre Alice"! Sim já terminei e muito em breve vem para aqui e falaremos dele, enquanto isso o membro mais novo da casa, decidiu que também o ia ler! ;) 
Mas saí com o pensamento de "calma, foi a primeira aula, não podemos tirar conclusões só de primeiras impressões certo? ;) Segunda feira terei mais 2h para ver e entretanto trabalhos de casa para fazer!;) Que saudades disto!!! lolol :) E não posso deixar passar o facto de no espaço de 1 semana, terem-me dado a idade de 24 / 25 anos.... :D Tirar o peso de precisamente 10 anos parece-me muito bem, assim como um bom presságio para o futuro!! :P ahahah

O tempo mais fresco continua por estas bandas, assim que esta prenda vinda de Londres, ontem caiu mesmo bem, e hoje foi com este sabor que escrevi a aventura de mais um dia em Buenos Aires! :)

Boas leituras!:)

quarta-feira, 25 de março de 2015

Mudam as estações, começam as mudanças...

Entre partidas e chegadas, algo sempre mexe cá dentro... Foi-se o Verão veio o frio ameno de Outono só para avisar: "vai mudando a roupa do armário...a roupa que estava em baixo quer e precisa de vir para cima!". Que já começa a época do chá...

Receber novas caras e dizer adeus as que de algum modo, já  faziam parte do nosso dia à dia, mais que não fosse nos almoços de Domingo no restaurante peruano de comida maravilhosa! :P Despertam sempre uma certa nostalgia... Curiosamente estas "alterações" de personagens presente no nosso dia à dia, desta vez foram / são da mesma faixa etária... os 20 e poucos anos....cada vez mais dou por mim a pensar nas "vantagens" que esta geração tem... nas diferenças... nas portas do mundo tão abertas, tão já ali... E obrigatoriamente faço um balanço de comparação.... eu vim para fora com o objectivo de melhorar a vida, do termos agarrado uma oportunidade que surgiu de modo a poder dar um salto na vida mais "ambicioso"... Abri mão de um "bem" que para mim era precioso, o meu trabalho, a minha vida profissional...mas a vida é mesmo assim, feita de escolhas e da coragem para arriscar... Mas "eles" vêm simplesmente pelo gosto da aventura e descoberta... da vontade de viver o presente... cheios de certezas e vontades e atrevo-me mesmo a dizer que quase sem medos... Enquanto que nós queremos viver o presente com olho e o objectivo de ter um futuro melhor quer do passado ou presente... e dou por mim sempre, ou pelo menos ultimamente, a pensar "quem será que está correcto?" Como será que se deve viver a vida? E não falo nem penso naquelas respostas "cliché" de que a vida é isto aqui e agora, que só importa o presente... Na minha faixa etária dos "30 e meio" tenho à minha volta pessoas em Portugal agarrados e a viver os dias maus ainda das consequências da crise, tenho as pessoas daqui que em comum temos uma origem em Portugal, sempre no drama do "volto ou não volto?"... a estabelecer prazos que no fundo sabemos que não servem para nada, pois no fundo essa simples decisão não está só nas nossas mãos... Agora vivo o "drama" ainda meio silencioso do deverá o membro mais novo da família, iniciar o percurso escolar de verdade aqui ou em Portugal? E se em Portugal, que implica isso? Mudar para o ano, ou precisamente no ano em que entra para a 1ª classe?... mais uma vez: viver no presente sempre com o pensamento no futuro... 

Aquela dor de quando se vê alguém europeu que passou um tempo aqui e vai rumo a outra parte da Europa, deixando saudades, alguma tristeza e nostalgia, mas que vai feliz viver a sua aventura.... a sua história, à descoberta da sua vida que ainda não está escrita, apenas ao som da juventude que carrega e da vontade de conhecer e viver o mundo! Bate sempre... e faz-nos pensar até que ponto temos as nossas certezas do querer ficar estabelecidas? Dá e deu vontade de dizer, ou de perguntar "mas o que é que faço aqui??"....E hoje sinto-me algures no meio desses pensamento e perguntas... Se perguntamos a Portugal se devemos voltar, todos dizem "estão loucos?? Estão melhor aí, têm mais oportunidades, etc, etc", se perguntamos aqui se devemos voltar recordamos uma das primeiras perguntas quando nos conheceram? "Mas vocês são europeus!! O que fazem aqui? Porquê Argentina? Este país de loucos?"....E é isto... é este o drama de viver fora e cometer o erro estúpido de se apaixonar por um país emprestado! E curiosamente sempre imaginei que aos "30 e meio" já tivesse mais certezas e seguranças perante a vida, e agora aqui estou eu, a olhar para a faixa dos 20 e poucos e perguntar-me se serão eles os que estão certos? Se ao contrário do que se diz, não é uma geração de destruição de valores e muito mais, e são os que vivem a vida da maneira correcta.... Antes pensava que sabia a resposta correcta, hoje... de verdade já não sei nada...
Resta-me rir um pouco com uma prenda surpresa desse ser bom que foi rumo a outra parte da Europa...
No meio do caos dos pensamentos, é bom ver que as pessoas de idiomas de berço diferentes do meu, percebem a minha grande paixão! :) Gracias Lore! ;)

sábado, 21 de março de 2015

Os relógios falam!

"&####@*´!!! Depois de ter sido obrigada a acordar cedo, mesmo sendo um sábado, o que poderá ser melhor do que ao nos estarmos a preparar para enfrentar mais um dia, deixar ESTUPIDAMENTE escorregar o relógio das mãos???.....

Nunca me doeu e custou tanto estragar uma coisa da Bershka!!!!!!! Foram 11€ mais ou menos, comprado no Natal passado quando fui a Portugal, porque o meu antigo se tinha avariado, e já em desespero para voltar a ter um relógio e me recusar a dar os olhos da cara por um, nesta terra, e que ainda se pudesse tornar num "chamativo" de interesse para  alguém tentar ficar com ele...achei este perfeito e adequado! Facilmente na foto se vê que não era um relógio de muito valor, para lá do sentimental! lol Mas foi assim, que o meu relógio se recusou a entrar no Outono, ficando assim parado no Verão!! :(  Agora resta-me voltar a habituar a andar sem relógio (sem ser telemóvel) e esperar pela próxima ida a Portugal.... :( 
Hola otoño... já vejo que prometes! lol

Boas leituras! :)

sexta-feira, 20 de março de 2015

Dale que...

... Foi sem sombra de dúvida a expressão mais ouvida ontem pelo meu cérebro! Sem contar com as vezes já por si normais da rotina argentina! :) "Dale que ahora yo era una princesa?", "Dale que ahora yo era la hija y vos la madre?", "Dale que jugavamos con las Barbies?", "Dale que la hija esta enferma y teniamos que llamar a la doctora?", "Dale que jugavamos con los Pinypons?", "Dale que estos bebés eran nuestros hijos?, "Dale que haciamos un show?"... 

Dale, dale, dale, dale!!!! :S Conversa entre o membro mais novo da família e a sua amiga, que ontem veio brincar cá a casa depois da escola! Confesso que durante os últimos tempos, pensei que era um "problema" só dela. O não conseguir concentrar-se numa simples brincadeira, digo só brincar com bonecas, ou só com Pinypons, etc Mas ontem pude confirmar que não, e quase que digo com toda a certeza, que é mesmo, uma característica dos 4 anos!! Brincar a tudo enquanto não se brinca a nada concreto!! lololol :P Isto porque cada brincadeira entre as duas, tinha a duração máxima de 5 min, com muita sorte vá, 10 min! :P lol O mais cómico é que no fim destas 3h de brincadeira, nós que estamos de fora a observar ficamos muito mais cansados psicologicamente, do que elas que não pararam um segundo!! lol :P É nestes pequenos grandes detalhes (entre outros mil, claro!!), que podemos ver e sentir bem a diferença entre um adulto e uma criança! :) De um modo geral, o adulto quando se cansa é com o cérebro, enquanto a criança cansa-se com o corpo, com o movimento físico! E penso mesmo que nos ganham a olhos vistos, no que toca à resistência perante o cansaço! :P Foi apenas mais uma tarde das 1000000 vividas no mundo infantil!! ;) Não sei porque raio todas as crianças sonham em ser grandes.... :S Se eu soubesse o que sei hoje!!! lolol ;) 

E por estas bandas já estamos em modo de "enfrentar" um fim de semana de 4 dias, já que 2f de 3f são feriados! ;) Bom fim de semana para esse lado, com a chegada da Primavera na zona europeia, e do Outono nesta! ;) Hoje 33ºC, para amanhã e próximos dias máximas de 23ºC... parece que o calor se foi... para Portugal... Será?;)

Boas leituras! :) 

quinta-feira, 19 de março de 2015

O gosto de comunicar!

Acho que já deu para perceber que adoro conversar e conhecer novas pessoas, seja ao vivo seja aqui neste cantinho virtual da blogoesfera. Não sei explicar a alegria que sinto quando recebo um comentário aqui... :) Gosto de saber que chego até pessoas que me conhecem, mas a maioria nem tem ideia de mim para lá do que mostro neste blog! ;) E tenho uma curiosidade que me "mata" no bom sentido, quando vejo que cheguei a países para lá de Portugal e a Argentina!!! :) eheh Tenho um pedido secreto para essas pessoas... algum dia podem dar-me um simples "olá" num comentário? ;) Adorava mesmo!!! É que muitas vezes me passa o pensamento "humm... deve ser alguma rasteira da internet, não poderia chegar até ali!" lol :) Curiosamente o mesmo se passa com o meu projecto online de Nutrição, e essa está a ser uma experiência ainda mais incrível! :) O conseguir muitas vezes no fim, ou perto do fim do programa, passarmos um pouco a barreira profissional para mim que gosto de conhecer pessoas, é um "segue em frente que faz sentido!"! :) Para mim uma "consulta de nutrição" não passa simplesmente pela nutrição! Pois toda a pessoa que procura um nutricionista tem uma história de vida, ou um motivo meio esquecido ou em segredo, que explica o porquê de precisar da nutrição, e por escrito então... tudo é mais fácil, até verdadeiro! ;) Não se compara ao tempo de gabinete contado para o paciente seguinte! ;) Tenho muitos colegas que se opõem à ideia... mas para mim faz todo o sentido, dá trabalho, dá pois... identificar pessoas, histórias de vida por nome em vez de caras... e não é um simples identificar um nome, é mesmo o saber a história dessa pessoa, mas há mais força e vontade de dedicação, e para mim faz todo o sentido! ;) E por isso só vou parar até estar tudo em ordem legalmente para conseguir fazer deste o meu projecto profissional! :)

Mas tudo isto simplesmente para contar, um episódio de ontem que me fez sentir muito feliz! Receber uma portuguesa em pleno Buenos Aires! :) Bastou uma mensagem a dizer, tenho uma conhecida que vai ficar 6 meses em Buenos Aires, sabes de alguma casa ou quarto para alugar? Ao que a minha resposta foi: dá-lhe o meu número que falo com ela! ;) E assim foi... café marcado no local mais lindo de Buenos Aires para mim... Libraria Ateneo (espreitem)! :) Que local melhor para conhecer alguém?;) Tínhamos pouco mais de 1h pois a seguir, tinha o ser mais novo da casa para ir buscar. Que bom foi ouvir um "sotaque do Norte" em pleno Buenos Aires!!! :) Estas são aqueles pequenos detalhes que quando estamos em Portugal muitas vezes nem nos damos conta do simples significado que tem ouvir um som diferente (não sou do Norte! lol), mas tão nosso! ;) Conversa rápida e às vezes até atropelada, por sorte também era uma pessoa que gostava de falar! lol E melhor que tudo, depois entre telefonemas, nada melhor do que saber que ok há lugar na casa que os nossos amigos portugueses têm para alugar a estudantes!! :) Que poderá ser melhor, quando se vem para uma aventura de 6 meses (projecto tipo estágio) para uma cidade a tantos mil quilómetros de Portugal, e poder ficar numa casa com estudantes de mais nacionalidades, mas de donos portugueses? ;) Fiquei feliz e senti a felicidade aliviada dela, pois passava há uns dias pela experiência que é encontrar uma casa em Buenos Aires, onde rapidamente nos damos conta que o valor oferecido para um aluguer, que até parecia bom na verdade não é, e só dá mesmo para um quarto! ;) E atenção regra geral são os quartos mais antigos que vos possam passar pela cabeça a um preço que não entra na cabeça de um europeu! :) Mas isto é Buenos Aires, isto é estar fora da Europa! ;) Que tem a sua magia atenção, só temos de entrar na onda como tanto gostam de dizer aqui!;) Bienvenida a Buenos Aires foi o que lhe disse!! ;) E eu sou cada vez mais uma portuguesa apaixonada por Buenos Aires! :) 

Boas Leituras! :)

terça-feira, 17 de março de 2015

Quase que poderia ser...


...uma espécie de Portugal dos pequeninos, ou neste caso, Argentina dos pequeninos! Mas não, não era... Era mesmo o consultório da médica ontem!  Se há coisa que o mundo infantil tem de imprevisto, é o nunca termos certeza dos planos organizados para o fim de semana! :S E quem não preferia trocar um fim de semana com amigos portugueses, também residentes cá, entre almoço e jantar, por um fim de semana em casa com a filha doente??? :S Ainda não começou o frio, o Outono, mas as variações de temperatura já, como tal passar de 32ºC para 25ªC dá nestas coisas... constipação! Ok normal... não fosse o problema mais comum aqui no mundo infantil, ser estas constipações provocarem na maioria das crianças (estando o membro mais novo da família neste grupo!) broncoespasmos!! :( Ao vê-la sair do colégio com tosse meteu-me logo em alerta, e pela noite dentro claro, veio a febre, a respiração acelerada e aflitiva para quem está de fora! Felizmente (será felizmente??) já estou "habituada" e preparada para agir, ao que começamos logo com a bomba. Sábado de manhã médico connosco e o diagnóstico esperado, assim como as indicações de repouso, casa e dose extra de paciência para a mãe já que o pai ia estar a trabalhar todo o fim de semana!!!!!!!!! E claro... escola só 3f caso 2f quando fosse fazer a revisão estivesse apta! E assim foi... o fim de semana trocado por amigos, conversas, diversão, etc, etc...




Mas faz parte certo? :) Tem de ser! E ela é um anjo, não por ser "santinha" que não o é (lol), mas por ser uma criança incrível... o que muitas das vezes faz com que fique a perder, pois já pensei várias vezes, se não pedimos, "exigimos" (sem na verdade querermos!:( ) demasiado dela sem nos darmos conta... é que muitas vezes não parece ter apenas 4 anos!! 

Mas o importante agora é que ontem já teve alta da médica para regressar à escola, com indicação de continuar com a bomba de 6h em 6h e 4f ser vista de novo! Família descansada... apesar de ontem o cérebro da mãe parecer que ia rebentar a qualquer segundo que passava, e o nível de concentração ser muito reduzido, e quase que implorava por 1h, uma simples hora de descanso de som infantil!!! :S Posso parecer má, péssima mãe, ao dizer estas coisas, mas acreditem que sou obrigada a viver a maternidade ao extremo e isso nem sempre é bom... quer para os filhos, quer para os pais, mas do que serve queixar-me se a vida não se pode mudar neste momento? ;) É seguir em frente dando o melhor certo? Até porque o mais ou menos não dá para mim... ;) E ver crescer a nossa relação de mãe e filha tão "unha e carne" é algo mágico! :) Não sei se alguém desse lado se recorda e / ou via a série "Gilmore Girls". Pois que eu era fanática pela série, tenho inclusive quase toda a série em DVD (falta-me o último que penso nunca ter chegado a sair em Portugal, mas vi claro!!!). E lembro-me de muito longe de sonhar que teria uma filha, sonhar sim, com ter uma relação assim de mãe e filha, de palhaçada, companheirismo e seriedade nos momentos certos! :) Sei que tenho uma filha de 4 anos apenas e na série a filha é uma adolescente (mas sem a parte irritantes dos adolescentes!!! lol),  mas gosto de acreditar que estamos a construir um caminho nesse sentido! :) E quando todos os dias, em vários momentos, mas sobretudo à noite quando a vou deitar lhe digo "te quiero!" ela me responde "también te quiero mucho mamy!" faz tudo valor a pena, até as dores de cabeça explosivas!! :P lol

Nota - o desafio do livro continua, facilmente se pode perceber no entanto, que ultimamente nem tempo de leitura, nem de cinema (sem ser infantil, lol) houveram!! ;) lol Mas neste momento posso dizer que já estou presa no livro! Agora só queria um bocadinho de tempo e cabeça para o poder ler! É pedir muito?... :)

sexta-feira, 13 de março de 2015

Manhã de conversa entre paixões...

Conversas rápidas que hoje, levaram-me a pensar que uma boa descrição de mim poderia ser: "é uma mulher que é doida por livros, adora viajar, adoraria poder ter sempre uma máquina fotográfica consigo, tipo apêndice, sem medo de a mesma ser roubada (telemóvel não conta, embora seja cada vez mais o ajudante usado para alimentar o bichinho), e que tem uma paixão pela nutrição, sendo esta a sua formação profissional!".  Estaria bem não? ;) lol 

Logo pela manhã dei por mim a dar mais um dos meus "sermões doces, mas sem açúcar" à minha empregada... e agora tenho já pessoas desse lado a pensarem "uiii... tinha de ser "dondoca"! Não tem trabalho com horários fixos, vive em Buenos Aires, tem uma filha, tem um blog... tinha de ser!". Esta também poderia ser outra definição de mim sim... mas apenas para quem me vê de fora! ;) Mas sobre isto falaremos outro dia... Dizia eu que estava a dar o meu "sermão doce, mas sem açúcar" à Norma, pois é diabética e na 3f passada foi parar ao hospital com 375mg/dL de glicémia... Para quem não sabe o valor saudável terá de estar entre 70 - 110 mg/dL,  e não é a primeira vez! :( Pior... teve o pai que passou pelo mesmo, chegando mesmo aos casos extremos que a diabetes pode provocar...Mas nem assim!! É insulinodependente, mas a insulina é dada quando há... quando termina, termina... até que o sistema de saúde publico a ajude a ter mais, que é como quem diz quando conseguir marcação para consulta, já que o médico que a viu na 3f à pressa, assim que os valores estavam ok, a mandou para casa sem direito a receita, indicações, etc para ter mais insulina... Confesso que não sei bem como funcionam os assuntos aqui nesta área, ou seja em como se pode obter a insulina. O que fiquei a saber foi que agora até ter a insulina, está de "férias" do sofrimento das agulhas... ;( Até posso perceber o alivio dessa dor em parte, mas o que me faz sempre muita confusão é como esse "alivio falso" pode levar as pessoas a fugir e a afastar-se mais do caminho, para manter a sua vida pelo menos mais controlada no que toca à saúde... :( Mas todas estas doenças assim tocam na parte psicológica de cada um, e nem sempre é um campo tão "fácil" como parece para quem está de fora... Deixei-a falar um bocadinho e percebi que há por detrás uma parte psicológica que precisa de ajuda, tal como um médico um dia já lhe sugeriu, pois estas doenças regra geral têm sempre uma ajuda psicológica disponível... mas... como mais uma vez me apercebi, a parte da ajuda qualificada pública, não está ao alcance de todos como deveria estar, e é um problema mundial! E não devia ser assim... funcionar até funciona, e aqui tenho a dizer que funciona até razoavelmente bem, a questão é o perder um dia (literalmente) para marcar uma consulta que no fim só será para daqui a mínimo 1 mês... No entretanto vai-se andando como se pode! :( Quando saiu perguntei-lhe com um sorriso, se tinha comido :P Ao que se riu e disse que hoje não mas agora ia já comer... Isto porque lhe disse que das manhã que vem cá a casa, mal entrasse fosse comer! :P Já que o pequeno almoço á tomado bem cedo antes de cá chegar a casa e digamos que... não é pequeno almoço... é sim um "Mate" (outro tema argentino para falarmos um dia destes! ;) ) e quando saísse para a outra casa comia também. Uma pessoa diabética idealmente deveria comer de 2h em 2h, máximo 2h30... até me pára o coração quando penso na Norma e na quantidade de  horas que fica sem comer!! :S Há meses que está à espera de marcação com a nutricionista que lhe falaram no hospital e nada... já me meti à sua disposição e já lhe dei dicas, mas não a posso obrigar e muito menos quero que se sinta mal cá em casa... Vou tentando no que posso, mas vou mesmo levar a sério o facto de a "obrigar" a comer cá em casa! :P  Ela disse-me que não sente fome, que se sente bem sem comer... é a frase típica de quem fica tantas horas sem comer! Seja diabético ou não!! Acho mesmo, que é a frase que mais ouvi em consultas! :P Ao que respondo sempre o mesmo: "O nosso corpo é uma máquina de hábitos, para o bem e para o mal! Só temos de lhe mudar os hábitos maus!" Outra ideia agora me surgiu de fazer uma crónica com as frases mais ouvidas ou lidas (agora no meu projecto online) em consultas de nutrição!! ;). A verdade é que ninguém pode obrigar ninguém a fazer uma consulta de nutrição... eu pelo menos funciono assim, sei que quem vem ter comigo tem a máxima da minha dedicação, porque está disposta e com vontade a ouvir o que eu digo! :)

E depois desta conversa, hora de falar com uma paciente que já sigo há muito tempo, logo já começa a haver alguma confiança para falar de outros assuntos para lá da nutrição, e assim confirmei que sim, sou uma apaixonada por fotografia! :)

E no fim, hora de ver mails para lá da nutrição, e entrar num pequeno momento de pausa e entrar no mail da Pinterest, que amo!! E ganhar assim mais um objectivo sem data... encontrar algo como isto:


É que era mesmo isto!! :) Andaria todos os dias com ele!! :) E há muito que procuro um fio para andar sempre, mas que me diga algo... e que haverá melhor que isto? ;)

Depois hora de escrever aqui e dentro de alguns minutos, hora de meter barulho infantil cá por casa!! :P

Boas leituras e ...  um excelente fim de semana! :)

quarta-feira, 11 de março de 2015

O dia em que fiquei com 2 cartões de identidade!

Hoje, ao fim de uns bons meses, para não dizer mais de um ano, chegou o dia em que me tornei uma cidadã oficial com 2 cartões de identificação... um português, o nosso belo Cartão do Cidadão, antigo B.I., e um argentino, que é como quem diz o DNI! E assim me transformei numa cidadã com dois países para viver, sem ser considerada turista!! :P ahahha 
E se já de si este, não é um processo fácil seja em que pais for, aqui na Argentina então, coloquem quilos, para não dizer toneladas, de paciência para passar por todos os passos necessários!!! :S Para começar, uma cidade com praticamente tantas pessoas como Portugal inteiro, já podem imaginar que as filas seja para resolver o que seja leva o quadruplo do tempo que em Portugal, e mais... a juntar a lentidão com que se trabalha neste pais!!!!!!!!!! :S Na Jamaica aprendi que se vive ao ritmo da frase "No problem!", na Argentina aprendi que a música é "no pasa nada" que no fundo vai dar ao mesmo: tudo bem, sem stresses, sem pressas! E pensar que houveram momentos da minha vida, onde achava que em Portugal tudo era lento e se complicava muito as coisas, que tínhamos uma burocracia exagerada e irreal... Pois sim... na próxima vez que tiverem um pensamento destes mordam "o pensamento"! ;) 10 / 15min mínimo numa fila de supermercado com apenas 3 pessoas à frente, com poucas coisas no carrinho, acham pouco?... Ia morrendo de ataque cardíaco nas minhas primeiras idas ao supermercado aqui!!! :S  Tudo tranquilo e calmo à espera da sua vez e eu mais parecia uma barata tonta que não conseguia estar quieta, que quase saltava para a caixa registadora a ajudar a senhora!!! :S lolol Agora já me habituei...mais ou menos... bem, quase... lol :P 
Mas já que estávamos numa de resolver assuntos pendentes... depois de DNI na mão toca de voltar à Facultad de Filosofía y Letras - Laboratorio de Idiomas, terminar o que faltava para a inscrição no curso de espanhol...claro, era o DNI, já que os preços são significativamente diferentes para residentes e turistas... :S Umas das decisões de 2015 foi ir aprender espanhol de verdade! Já que o que falo é por ouvido, que aprendi aqui nestes quase 3 anos! :) Não está mal, confesso, e muita gente me perguntou porque o ia fazer... mas gosto de saber fazer as coisas bem, não "mais ou menos" no "desenrasque". E se ao inicio até pode ser engraçado "falar mal" com um sotaque estranho, a dar erros atrás de erros quer seja a falar ou a escrever, ao fim de quase 3 anos... já me parece "vergonhoso". Perfeccionista? Sim, um pouco confesso... :P E depois é uma burrice estar a viver num país e não irmos aprender a falar o idioma correctamente não? Já que temos uma prática constante e obrigatória! ;) lol E assim entro na minha segunda aventura do dia em Buenos Aires, já que a primeira, foi o facto de o meu DNI e o do meu marido estarem prontos e o da nossa filha não... continuamos à espera... Passando à frente...Vou para entregar o DNI e ao fim de 30 min (estão a ver???) chega a minha vez! Ao que a senhora me diz depois de entregar o papel que faltava e mostrar o DNI (toda contente! lol), para agora me dirigir ao lado para pagar... Aí vou eu para outra fila, mas ok estava uma pessoa a ser atendida e depois já era a minha vez. Tudo perfeito até que a senhora do outro lado me indica que para pagar com dinheiro tem de ser por deposito no banco!!!!!!!!!! (quê???) Respiro fundo, coloco um sorriso e peço a indicação do banco... e lá vou eu... 10 min a caminhar, o que aqui significa "pertinho, já aqui ao lado". 45... sim 45 minutos à espera para ser atendida!!!!!!!!!!! E agora já vos convenci que a vida aqui é "lenta" quando temos de esperar, ou estamos dependentes de segundos? :P lol Dinheiro depositado e lá volto eu à faculdade para entregar o comprovativo do pagamento!!!! E assim estou pronta para dia 26 regressar "à faculdade" :P lol 

(escadaria de faculdade)

Tirei uma foto, a um dos quadros com alguns dos cursos com inscrições abertas. Claro que o do português me chamou a atenção!! :) ehehe Saber português nesta terra, é cada vez mais uma arma excelente de sobrevivência! ;) Claro que... não falo do português de Portugal, mas sim do português do Brasil! ;) Mas um dia falo sobre este tema de "dois idiomas iguais, mas tão diferentes"! ;) 

À saída da faculdade, vamos lá fazer o teste a ver se consigo ter tempo, para ir de metro para o colégio da minha filha, já que sai às 13h30 e a aula termina às 13h... Ainda aguardamos o horário das actividades extra curriculares para ver como me organizo para ganhar mais tempo, que só começam no próximo mês, mas as minhas aulas já começam dia 26...! Recordam-se de ter comentado que o inicio do ano lectivo da minha filha, era a base da minha organização diária para "lá de ser mãe"? ;) O tempo é justo, mas dá... uma corrida de paço largo, antes e depois de apanhar o metro, e acho que consigo chegar a transpirar por todos os lados e despenteada à escola, mas a horas para receber a minha filha de braços abertos! lol

Fica apenas um registo de hoje, de mais uma aventura para juntar à lista das 1000 aventuras por Buenos Aires!! :)

Continuo com o desafio da leitura do livro... mas não está fácil a concentração, nestes dias ainda muito desorganizados de horas, ou diria até de ajuste a novas horas! :P

Boas leituras! :)

terça-feira, 10 de março de 2015

Livro Nº 63: Um Casamento de Sonho - Domingos Amaral

26 Jan. - 5 Fev.15
Sinopse...


"Quando na economia crescem as dívidas, no amor crescem as dúvidas. Foi a crise económica a culpada do falhanço do casamento de Leonardo e Constança, ou havia razões mais profundas e secretas? Confrontado com a notícia de um terrível acidente no Brasil, onde estão Constança e os seus filhos, Rita e Leonardinho, o melhor amigo de Leonardo vai acompanhá-lo numa difícil viagem à Baía. É durante esse voo que Rafael se irá recordar de como tudo começou, com a majestosa festa de casamento dos seus amigos, na quinta da família de Constança, no ano de 1998. Quase vinte anos de memórias da vida de um grupo de amigos são percorridos, desde os tempos em que eram mais novos e acabados de se formar nas universidades, passando pelos casamentos e pelos nascimentos dos filhos, pela época eufórica em que o futuro era risonho e todos viviam bem, moravam em excelentes casas e viajavam pelo mundo felizes, até aos dias em que a felicidade começou a ruir, os casamentos a falhar, as traições a surgir, e a crise económica a gerar falências, dívidas e desilusões."

Frases retiradas durante a leitura...



"Os melhores negócios são aqueles de que ninguém gosta!"

"Os portugueses eram supersticiosos, e usavam estranhos rituais para afasta os temores do futuro."

"(...) o mundo é assim, há que esperar por os momentos chegarem, o resto é imaginação e emoções (...)"

A minha opinião...


Um livro que retrata muito bem a geração antes e durante, e talvez até, já um pouco do "pós-crise". 

A perda de alguns valores também estão bem presentes nesta geração retratada no livro... que na minha opinião, não foge muito à geração de uma classe média alta do momento. Tornando-se até, para mim, que ainda gosto de acreditar em alguns valores / sentimentos, por vezes irritante! Exagerada... e diria que há uma personagem, que num certo momento do livro me provocou este pensamento: "Ok já é demais!"... Mas no fundo, fica a dúvida no ar, será que nos tempos de hoje será assim tão exagerado, o mundo dos sentimentos fáceis e de conveniência?... Mas gostei do fim... Muito bem escolhido! :)
Gostei muito de ler este livro, e recomendo a sua leitura! Talvez por ser um livro com uma história muito actual... 

Foi o segundo livro que li deste escritor, o outro "Já ninguém morre de amor" está em Portugal, à espera de um dia vir para aqui! :) Gosto da sua escrita!
Desse lado já mais alguém leu este livro? ;)

Boas leituras! :)

sexta-feira, 6 de março de 2015

Não fales antes de "probar"

Foi precisamente esta a frase que me veio à cabeça hoje de manhã enquanto caminhava pelas ruas de Buenos Aires! Isto porque uma das coisas (entre outras mil!!!), que me chamaram a atenção aqui em Buenos Aires, foi a quantidade de gente que anda com "auriculares" nos ouvidos!!! Bem sei que em Portugal já se vê também, claro, mas aqui a quantidade é quase, em 20, 1 não tem, estando eu nesse "1"!!! Mas curiosamente o que me chamou mais a atenção nem foram os "auriculares" em si, mas sim o facto de uma cidade com tanta criminalidade, assaltos, insegurança etc ( :( ), e como se já por si, isso não basta-se, a somar o facto de ter um movimento / vida de ruas tão alucinante...ter tanta gente a usar os mesmos, pois obviamente estes estão ligados aos seus telemóveis... que regra geral, não são digamos, de $200 (pesos argentinos), algo como dizer, agora neste momento (isto agora deu-me ideias para escrever sobre a moeda argentina e os euros! ;) Um dia! ;) ) mais ou menos 20€... Mas hoje quando ia a caminho, podemos dizer, do meu primeiro "comportamento argentino" a 100%...

(Explico a seguir...)

...decidi levar os auriculares...e... tudo fez sentido na minha cabeça! :)  Como se costuma dizer: fez-se luz! :P Em certo modo senti a Argentina nas veias (óbvio que fiz questão de escolher uma rádio argentina ;) ),  ou melhor dizendo, senti a parte boa e a alegria de viver em Buenos Aires... Argentina... este país tão contraditório, mas pelo qual, já estou completamente rendida! :) E não fosse ser portuguesas e Portugal palpitar no meu coração de forma tão forte, vivia aqui para sempre! 
Vamos por pontos:

1) primeiro de todos e já falado, medo que isso me torna-se um alvo mais  fácil (porque em Buenos Aires todos somos alvos fáceis!), no sentido de me roubarem o telemóvel etc e me fizesse sentir insegura. Medo de estar tão distraída com a música (pois uma música pode-me fazer viajar até outro planeta!! lol) e nem me dar conta de alguém a aproximar-se etc, etc...se bem que pensando bem, pouco tempo depois de ter cá chegado conseguiram-me, roubar o telemóvel numa passadeira, enquanto esperava o sinal verde (penso eu que foi aí!!), e nem dei por nada! E quando digo nada é mesmo nada, até hoje penso no que terá acontecido a esse telemóvel de verdade! lol Por sorte não era meu de verdade e os números que tinha lá era basicamente o do meu marido!! LOLOLOL Aiii tantas histórias que já podia contar sobre Buenos Aires!! :). Mas vamos ao que importa, conclusão de hoje, mesmo no volume mais alto para os meus ouvidos aceitarem, ouço perfeitamente os ruídos (e viva a poluição sonora neste país!!!) da cidade! Logo nada de distracção!

2) Andar a passear na rua e nem me dar conta ao passar por pessoas conhecidas, logo não falar, cumprimentar, saludar etc... ok... aqui até diria que mais ou menos aconteceu... Dei por mim a passar por uma pessoa que tem uma presença regular na minha vida, e só passados 5 segundos o "olá" ter chegado a mim!! lol Mesmo assim olhei para trás e cumprimentei a pessoa, que estava com um sorriso na cara que se fosse uma frase seria: "Ahaha!! Já estás cada vez mais argentina!" lol E confesso que também acho que passei por um cabeleireiro que vejo regularmente quando vou arranjar as unhas, etc e não o cumprimentei e ele sim.... acho! lol

E estes eram os pontos principais que me travavam o experimentar / "probar" usar os auriculares na rua! ;)
Mas felizmente hoje atrevi-me e o resultado é que fiquei fã a 100%, e seguramente, sempre que não estiver a andar pela rua, com a minha filha, vou usar! Pois a verdade é que nos faz sentir bem... de certo modo, até mais nós próprios (mesmo que seja de forma introspectiva) perante o mundo! ;)

O 2x1 e 3x1, de uma forma rápida é nada mais nada menos, do que dias em que determinados produtos estão ao preço de 2 pelo preço de 1 e vice versa com o 3x2...até aqui ok, nada de novo, em Portugal também há. Agora, a questão aqui,é que são promoções que todos os meses vão variando os produtos, e falamos de produtos do dia à dia de casa!! Só assim se consegue viver nesta cidade!! Bem neste momento, assim, ou então com € na mão para trocar! Buenos Aires, está caríssima!!! Mas isto entra num tema de economia, que um dia, quem sabe, possamos vir a falar!:)

Por isso, hoje sim, senti-me uma verdadeira argentina (com sangue português!) ;) E mais uma vez na vida constatei, que não se pode falar sem saber de verdade o que é, ou se sente! ;)

E para terminar apenas partilho que....
...já está cá em casa à espera de ser lido! ;)

Bom fim de semana e boas leituras! :)

quinta-feira, 5 de março de 2015

Parte I completa! ;)

Partilhei há uns dias que tinha sido desafiada no âmbito da leitura... 50 Sombras terminadas... (a seu tempo viram para aqui)... agora terei de fazer um "desvio" de leitura, de modo a continuar com o desafio... ler o livro "Still Alice", antes de ver o filme. Parece-me a mim no entanto, que terei de arranjar um modo de prolongar a meta final, para o próximo fim de semana... ;) Sorte que ainda temos na lista de filmes a ver o "Selma" e ser boa negociante, quando não toca em dinheiro!! lolol :P ;)

quarta-feira, 4 de março de 2015

Começo de mais um ano lectivo...

Para muitas pessoas desse lado, isto de início de ano lectivo pode parecer algo um pouco estranho, quando já estão quase a chegar a meio deste, desse lado! :P Acontece que nesta parte do mundo o ano lectivo começou, um dia algures entre a semana passada e esta, e o colégio da minha filha começou hoje!:) O que representa para mim o regresso às "rotinas" diárias... por mais que deteste por vezes esta palavra, tenho de confessar que preciso de uma certa "rotina" de horários, para mim como mulher, mas sobretudo para mim como mãe! Sempre fui uma criança / rapariga / mulher (é nestes momentos que nos damos conta do quanto já crescemos!! lol :P ) que "sofreu / sofre" de um grave problema de "excesso de organização".... chego mesmo a ser chata, mas para mim mesma atenção, para os que estão ao meu redor, confesso que às vezes até chego a "invejar" um pouco, ter alguém assim a quem raramente escapa algo... mas falho, óbvio, atenção, felizmente sou humana!! lol :P Gosto da organização, e preciso dela para viver, ponto! lol :P Como gosto e tento que um dia me dê para fazer mil coisas, só consigo mesmo funcionar com esta "doença organizacional"! :P lol E já me apercebi que já começo a passar um pouco disto à minha filha... só ainda não sei se é bom se é mau! Digamos que está naquela caixa dos nossos filhos onde aguardamos a resposta um dia do "será que fiz bem? Será que fiz mal? Por agora ainda me faz rir quando a vejo a "ralhar" com o pai por ter deixado algo (roupa regra geral!!) no sitio errado!! ahaha Ah sim, porque como diz o velho ditado que os opostos se atraem, tive de casar com o ser humano mais desorganizado do planeta!!! :S E digamos que vivemos ao som do ver quem desencaminha quem... lolol :P Mas dizia eu, que hoje foi dia de apanhar o ritmo, ou um pouco do ritmo dos próximos meses. Uma vez que todas as actividades extra, projectos, ideias que virão terão sempre de ser ajustados a este horário base da sua escola. Que é bem diferente do ritmo português.... Digo um pouco do ritmo, uma vez que este mês ainda não há actividades extra curriculares... faz parte do ritmo de adaptação... que a mim como portuguesa me ultrapassa! No sentido em que há demasiada psicologia infantil à mistura... mas hoje ao fim de quase 3 anos, digo que se calhar Buenos Aires é o melhor local para um psicólogo trabalhar... já que todos têm psicólogo... mãe, pai e muitas vezes crianças... Atenção não digo isto no sentido negativo!! Tenho muito respeito pelo trabalho dos psicólogos e tenho muitas Amigas psicólogas! ;) Mas diria que aqui talvez se abuse um bocado... não sei... A verdade é que quando digo que a minha filha foi para o colégio aos 5 meses (como a maioria das crianças portuguesas!!) todos me olham como se fosse uma "Cruela, dos 101 Dálmatas"! :P Aqui dificilmente uma criança vai para um colégio antes de 1 ano!! Não sei dizer o que é melhor... sinceramente não sei, não tenho formação nem informação para tal, mas como mãe portuguesa (lol) posso dizer sim, que tenho uma filha mais "adaptada" ao mundo real... Adaptada à mudança, vê a mudança como algo "normal", curiosamente vejo-a mais segura quando me tenho de ausentar, segura quando a deixo na escola,  segura de que vou voltar e não me estou a separar de verdade, porque sempre viveu assim desde muito cedo, ao som do "até já! Eu volto!"... mas que sei eu? :P O que sabe de verdade uma mãe há apenas 4 anos, neste mundo infantil tão "simplesmente complexo" ? ;) E no fundo o que importa, é que de hoje fica registada a sua alegria matinal quando a despertei e lhe disse que sim hoje era o dia que regressava à escola, e a "electricidade" com que chegou desta, cheia de vontade de construir e pintar... porque estamos nesta fase maravilhosa da construção do mundo inocente que um dia seguramente será vista com bons olhos, tal como eu e o seu pai a vemos! :)
E hoje a casa voltou a começar a baixar o volume às 21h30... hora de ir para a cama! :) Agora lembrei-me do meu tempo... do Vitinho! :) Que boa viagem no tempo!:) É tão bom sermos crianças e podermos crescer com imaginação, amor e pozinhos mágicos! Sem dúvida a base que recebi e que quero e tento ao máximo passar à milha filha! :) E hoje no caminho para casa, com a sua nova mala com "rodinhas" disse-me que estava a imaginar que estava a segurar num cão, o seu cão, porque como ela me disse, podemos imaginar tudo o que quisermos... E fico por aqui, no meu primeiro post 100% sobre "Livros e maternidade". Acrescentando só a nota, de que hoje foi o dia em que finalmente encontrei a agenda que procurava... nada é por acaso! ;)

Boas leituras! :)

segunda-feira, 2 de março de 2015

Se há coisa que adoro são desafios...

E se meterem livros no meio melhor ainda! ;) Lol Ontem Domingo, dia, ou melhor dizendo, noite perfeita para se ver um filme e preparar a semana. Semana esta que se espera de "recuperação da organização diária", já que a filha regressa à escola e começa assim mais um ano lectivo! Depois da escolha entre dois, nem sempre de acordo à primeira, lol... tocou o "Still Alice"... ao que eu respondo "NÃÃÃOOOO!!!" isto porque ainda esta semana estive tentada de comprar online o livro na Wook, para trazer no Verão de Portugal. Ao que o meu marido respondeu algo como nem penses que vou esperar que leias todos os livros que queres ler antes de "os ver"! :P Em tom amigável atenção!! lol Então disse-me "vai comprar o livro e tens até ao fim de semana para o leres!" lololol Ok, ok... se meter duas noites como máximo para terminar as "50 Sombra de Grey" (pois também foi pedido para ser lido primeiro, lol - mas quase que já estou arrependida... mas por sorte o filme só fala do primeiro volume!!)  e depois devorar o "Still Alice" até ao fim de semana... não me parece tarefa difícil tendo em conta que é o tipo de história que me prende logo, e a juntar ao facto de o marido se ir ausentar até 5f... E muito importante o ritmo de casa "normal"  com crianças regressa à rotina com horários escolares, logo filha mais cedo e cansada  para a cama! Assim sendo, o desafio foi aceite!! :P lol... Agora vamos ver como corre a semana... :P Por sorte agora que já leio em espanhol o assunto resolvesse facilmente no que toca à compra so livro, senão tinha a "batalha" já perdida... :P lol


Ah!! E o filme escolhido então para ontem, foi "Birdman"... ao que sinceramente ainda não consigo bem ter uma opinião formada para lá de uma realização de génio... já a história... não sei... talvez esperasse um final diferente! :P

Boa semana de preferência com livros a acompanhar! ;)