Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Desafio lançado por uma blogguer...

Quem já conhece este cantinho de escrita, sabe bem como reajo a desafios... :S Pois bem, mesmo em altura complicada de estudo, não consegui dizer que não e assim foi a minha participação no blog Amanhecer tardiamente... que agora partilho com vocês! :) Obrigada Maria por me ter desafiado a escrever um texto "politicamente incorrecto"!:)

Desafio... a piada sem sexo!
Ora como amante de desafios que sou, não resisti em participar neste, mesmo estando num momento da vida, com tempo estritamente contado! Mas como o cérebro também tem direito a descontrair (e precisa desesperadamente!) resolvi aproveitar um momento curto de descontração e participar no desafio... Vou ser curta e directa no lugar de porca e banal como parece estar cada vez mais na moda agora! Para ser “politicamente incorrecta” não me faltam temas, e depois de vários temas me terem surgido na máquina das ideias, seleccionei 3 que depois  também rapidamente descartei dois. 1) Falar da educação das crianças... aííí tanto para poder escrever!!! Mas, ok é verdade, já muito banal e falado e ainda corria o risco de me acharem uma daquelas super mães perfeitas dos tempos de hoje, que ficam traumatizadas a olhar para o percurso de vida que fizeram, para a infância terrível que tiveram que suportar, que podiam ter originado muitos traumas perigosos na sua vida e sobretudo terem servido para hoje terem crianças educadas em vez de mal educadas em casa! Mas felizmente devoram livros (e atenção que sou fã de livros!! ;) ) e  manuais de educação e sei mais lá o quê, tudo para evitarem que os filhos não traumatizados de hoje, sejam  mal educados!... A sério, este é um tema que me consegue mesmo tirar do sério!! Sou mãe de um ser de 4 anos, atenção! Esta semana dei de caras com um texto que era dirigido às mães de hoje, nascida em 80, onde me incluo... com o objectivo de comparar as diferenças... Dizer que o texto era mau, para mim é pouco, não pela maneira como estava escrito, mas sim pelo conteúdo mesmo...a minha conclusão foi mesmo a de que devo ser mesmo uma pessoa mal formada, por saber dizer não à minha filha sempre que necessário, e por a minha filha, recordo de apenas 4 anos, ser uma criança educada, amiga, muito doce e já ter noção de alguns limites! Fiquei a pensar que a minha filha ainda vai ser uma traumatizada por não lhe ter dito sempre que sim a tudo, por a ter chamado a atenção, por não ter travado a palmada (leve que tem mais valor pelo gesto em si, do que o momento do contacto com a roupa!)... se calhar devia aproveitar para lhe pedir desculpas agora, sim porque a minha filha aos 4 anos, como já seria de esperar, já sabe ler em vez de perder tempo a brincar com bonecas muitas vezes inventadas, imaginadas... Baralhei-me? ;) Pois é o que eu acho que anda a acontecer nos valores educativos de hoje!!! Por isto tudo, decidi passar ao tema seguinte... 2) a “desgraça” que é viver em Portugal! Pobres portugueses que carregam para sempre a sina da cruz demasiado pesada... É porque viver num pais com gente simpática, educada, amigável, com um bom clima, com uma grande variedade gastronómica e toda ela maravilhosa... não é fácil! Ahh!! E claro, a cruz da crise só lhes toca a eles... não é fácil!! E mais uma vez eu, penso que sou mesmo louca, primeiro estou a criar junto com o meu marido, que também já conclui, é louco como eu (culpa dos meus sogros que escolheram o mesmo caminho dos meus pais), uma criança que no futuro tem tudo para se dar mal... pois afinal de contas a educação e todos os valores em que acreditamos estão trocados! Segundo, vivemos neste momento, por uma oportunidade aproveitada da vida, num país com uma insegurança máxima, onde amanhã ao atravessar uma passadeira posso perder a vida, pois afinal de contas não se percebe porque estes “marginais” decidem colocar riscas brancas em plena estrada!! Ou melhor, posso perder a vida, por a pobre pessoa necessitada que se cruzou na rua comigo, teve a inteligência de trocar a minha vida por um telemóvel de merda... Um pais que muito em breve vai cair na “banca rota” monetária e humana, e queremos e temos cada vez mais o desejo de voltar a Portugal... a esse pais de desgraça!! De crise única.... (Atenção agora dando um toque mais sério e importante, respeito e lamento o tema da crise em Portugal,e não o estou a tentar desvalorizar, pois um dos motivos que nos fez ganhar coragem e entrar nesta aventura de viver fora do nosso conforto, também passou por este tema, mas hoje digo com toda a certeza e a sentir na pele, que nem sempre a crise está no nosso pais, muitas vezes olhamos para o estrangeiro como a salvação dos nossos problemas económicos... que “lá fora é muito melhor”, “que estas coisas só acontecem em Portugal” e devíamos era olhar melhor para o nosso pais que não sendo o único no meio desta crise mundial (afinal de contas é uma crise mundial) ao menos é o nosso! O vir viver para fora, em 3 anos fez de mim uma patriota! Aí de quem me venha falar mal do meu pais! :P lol A maior parte das vezes o verdadeiro bloqueio está dentro de nós... da nossa cabeça! Para o português, na minha humilde opinião, que vale pelo que vale,  falta isso... acreditar de verdade no seu valor, e atenção que me coloco(colocava?) dentro do grupo!) Por fim pensei... nãh!! Vamos mas é falar de coisas divertidas que nos fazem rir, como dizer o maior número de frases possíveis dentro de um único tema, sem importar o tema principal: SEXO!!!! Já repararam que já é quase impossível prender a atenção de um ser humano à televisão se não se falar de sexo?? Sinceramente a mim choca-me e cansa-me a quantidade de apresentadores de televisão, por exemplo, que num programa não sabe ter uma única conversa que não vá parar ao SEXO, uma entrevista seja a quem seja, que não meta a sua “piada única” com SEXO!!!!!!!!!! O jogo da troca de palavras indirectas não ditas, que fazem todos pensar num só tema, mas não está “directamente dito”! Cansa-me!! Há duas semanas se não estou em erro, começou pela primeira vez aqui na Argentina, esse grande programa televisivo que se chama Big Brother, que aqui é como quem diz Gran Hermano... não, não vou entrar neste tema, lol, apenas comentar que fiquei a olhar para todas as personagens e pensei: são sempre as mesmas, seja em que parte do mundo seja! Tatuagens, corpos trabalhados, implantes e sua família e claro a mínima roupa possível! Aqui posso dizer, que bateu o record (com orgulho para eles) em rapidez de SEXO (mais uma vez lol!) nas primeiras 28h pois que eis que “ele” aparece!! Estará o ser humano a ficar viciado numa doença a que chamaria eu de “ousadia estupidamental”!!...
Por isso, concluo que sim... a culpa é dos meus pais e sogros por terem educado os filhos com valores e respeito! Sendo que pior do que isso, somos nós que sendo vitimas de tal, fazemos o mesmo à nossa filha!! :S Por isso XX a culpa é dos teus avós!.... E tentando eu ser “actualizada” na geração, ainda dei o titulo a este texto de “piada sem sexo”! Ah!! E antes que pensem que tudo isto são problemas sexuais, alguma frustração ou trauma esquecido, sim porque este também é outro tema com muito para falar... asseguro que  a minha vida sexual está bem!...Bem... ou talvez não... tendo em conta as práticas que tanto se falam em sucessos literários tão estrondosos como As 50 Sombras de Grey... Ahhh! E assim se explica o meu bloqueio literário com o raio dos livros... É TUDO CULPA DOS MEUS PAIS!! Agora percebi tudo...
Sim, eu sei... eu disse que ia ser directa e escrever pouco.... :P É o problema da escrita nas minhas mãos! :S

A ti Maria, agradeço este momento de descontracção que me “proporcionaste”, mesmo imaginando que a maioria dos leitores do teu blogue, não leia o meu “devaneio” até ao fim! J
Boas leituras!... pelo menos melhores que estes meus devaneios!! ;)

Boas leituras!:)

6 comentários:

  1. É por aí, Luísa, escrever o que vai na alma sem medos. Ajuda em quase tudo. Penso eu.

    Obrigada eu pela participação. Aprende-se lendo os outros, mais do que não seja para cruzar o mundo dos outros com o nosso e, quem sabe, limar algumas arestas.

    Beijinho e... boas leituras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo a 100%!! ;) Não há nada como deixar os pensamentos mais malucos que sejam terem vida em forma de papel para serem partilhados, nem que às vezes seja só mesmo para nós próprios! ;)
      Boas leituras! :)

      Eliminar
  2. Luísa, gostei muito do seu texto politicamente incorreto :) Está muito divertido e diz também coisas muito sérias e ... corretas. Eu, pelo menos, concordo com o que escreve.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Há leitores do blogue referido que leram o seu 'devaneio' até ao fim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Espero que não tenha achado uma perda de tempo!
      Boas leituras!:)

      Eliminar