Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Não é tudo só ficção...

Aprendemos a gostar de pessoais reais, que mais parecem que não são reais, por só as conhecermos na televisão. Aprendemos a admirar quem está longe e nem se quer participa da nossa vida real de forma presente. Aprendemos a criar imagens de personalidades, a criar pessoas à nossa maneira, simplesmente pelas suas obras, pelos seus dons, e pelo que a tv e as noticias nos mostram... nos deixam ver, ou nos querem fazer ver... é tão fácil criticar, imaginar, inventar, opinar...é tão fácil achar que a vida do outro é sempre melhor ou mais fácil que a nossa... que é quase tão fácil imaginar que tudo isto é uma grande mentira... que a tristeza que sinto não é real, que o que carrego hoje no coração só pode ser mentira, pois afinal nem família és, mas sim "simples" ficção. Se é apenas uma paixão que cresce pela ficção, se não é família, como posso sentir hoje que perdi um familiar? Como posso sentir que o mundo está mais pobre e mais triste... Como posso recordar todos os ensinamentos, lições de vida que me foram passados pelo mundo do espectáculo, hoje particularmente pelos teus filmes, pela tua arte maravilhosa de representar.. se no fim nada é real, é pura ficção?... Ou será que não?... Haverá realidade na ficção? Poderás tu ter sido tão feliz a representar, teres-nos ensinado o verdadeiro significado de um sorriso que nos leva às lágrimas... poderá o riso e a alegria terem sido a tua máscara para encarar as dificuldades da tua vida até ao limite? :( Poderá ter sido o teu dom de representar vários tipos de filme tão bem, ter sido a tua forma de suportar a vida? Poderá quem nos faz rir ate às lágrimas, afundar-se na sua própria tristeza? :( Poderá quem nos fez ver e pensar no lado bom e humano da vida, quem nos ensinou que devemos ser fieis às nossas paixões e lutar por elas, fechar as cortinas da vida assim... vendo no adeus a única solução, a única porta aberta? :( Tenho pena que nós, teus fãs, não tenhamos conseguido mostrar-te a força da tua força, a força que as tuas personagens nos deram, todas elas, desde a mais engraçada à mais séria... tenho pena que a vida te tenha fechado as cortinas assim... :( Depressa demais... resta-nos agora bater as palmas e agradecer a tua obra! Ver e rever vezes sem conta, pois de uma coisa tenho a certeza, podes ter fechado as cortinas da vida real, mas da ficção não... na ficção serás imortal e para sempre relembrado! Por isso não acredito que a ficção exista na realidade, e muito menos a realidade na ficção, mas que em alguns casos como o teu, onde a ficção e a realidades tantas vezes se misturam e nos transmitem essa mesma mistura... andem sempre juntas na mesma direcção! São estrelas raras que aparecem, deixam a sua mensagem e partem não deixando nada igual... 

Talvez por isso hoje, "goste" de imaginar que entrei dentro da ficção, dentro do meu filme favorito de todos os tempos, e fazer parte daquela turma que via o seu grande professor ir embora tão injustamente... a sentir-se impotente perante tamanha injustiça e encontrar uma forma mágica de agradecimento, por todos os ensinamentos dados... e subir a uma mesa e dizer: "Oh Captain, my Captain! :)...  Porque no fundo é exactamente isso que sinto perante a injustiça da vida! Mas tal como no filme, vou recordar o teu sorriso e a tua mensagem de que vais bem! :) Vendo bem... a ficção até pode entrar na realidade e vice versa! ...

R.I.P Grande Robin Williams!

4 comentários:

  1. É uma tristeza. :( Acho que ainda não assimilei a realidade.
    beijinho

    ResponderEliminar
  2. Nem.... :( E acho que vou ficar sempre com a ideia que continua vivo...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Para mim, o Captain estará sempre vivo na minha memória. Todos os momentos de felicidade que me deu, todas as gargalhadas. Devo-lhe muito, até a inspiração de ter criado o meu blogue!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já somos duas (sabendo que na verdade somos muitas e muitos) que o vão deixar permanecer vivo!! ;)
      Beijinhos

      Eliminar